CINEMA

Jackie

Irmãs adotadas por casal gay reencontram a mãe biológica anos depois no road movie de Antoinette Beumer

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Sofie (Carice van Houten) e Daan (Jelka van Houten) moram na Holanda e são gêmeas adotivas de um casal gay de septuagenários. Um telefonema dos Estados Unidos as tira da rotina: Jackie (Holly Hunter), a mãe biológica, precisa de um parente para acompanhá-la na ida a um centro de reabilitação onde vai tratar de uma fratura na perna. Daan, que anda com o casamento morno, convence a resistente Sofie a encararem a missão juntas. A recepção é das mais frias. Temperamental, Jackie não quer conversa com as garotas. Além disso, sua aparência riponga e o comportamento de bicho do mato as assustam. Mesmo rejeitadas, elas decidem botar o pé na estrada para levá-la ao hospital. Neste agradável road movie, drama e humor se unem para narrar um encontro familiar cheio de emoções. A química entre as holandesas Carice e Jelka, irmãs também fora da ficção, dá um ótimo contraponto ao desempenho carrancudo e bem-sucedido de Holly.

Sumida das telas: Holly Hunter, vencedora do Oscar de melhor atriz por O Piano (1993), estava sem fazer cinema desde 2005

Fonte: VEJA RIO