CINEMA

Os Homens São de Marte... E É pra Lá que Eu Vou!

Comédia narra a saga de uma mulher de meia-idade em busca de sua cara-metade

Por: Miguel Barbieri Jr.

AVALIAÇÃO ✪✪✪

PRISCILA PRADE/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Aos 39 anos, Fernanda (Mônica Martelli) está separada e anda à procura da cara-metade. Ela é dona de uma empresa especializada em casamentos e arranja uns momentinhos para paquerar durante as festas dos clientes. Seu primeiro pretendente, o galanteador e romântico Juarez (Eduardo Moscovis), revela-se o homem ideal, mas tem um "pequeno defeito". Outros vão conhecer Fernanda e se apaixonar por ela ao longo da história. Dirigida com elegância por Marcus Baldini (de Bruna Surfistinha), a comédia tem uma produção bastante caprichada e atores coadjuvantes que dão suporte para a protagonista brilhar. Além do sempre divertido Paulo Gustavo (Minha Mãe É uma Peça), Irene Ravache, Humberto Martins e Daniele Valente encontram o tom certo do humor. As melhores sequências, contudo, são com o alemão Peter Ketnath (Cinema, Aspirinas e Urubus), no papel de um estrangeiro na Bahia. Direção: Marcus Baldini (Brasil, 2014, 106min). 14 anos. Estreou em 29/5/2014.

Do palco para a tela: o filme é baseado na peça escrita pela própria Mônica Martelli, um sucesso visto por 2 milhões de pessoas ao longo dos nove anos em que permaneceu em cartaz

Fonte: VEJA RIO