CINEMA

Muito confete por nada

Apesar do luxo e da pompa em 3D, a adaptação de O Grande Gatsby flerta com o pop em uma mistura que não dá liga

Por: Tiago Faria - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪

Daniel Smith
(Foto: Redação Veja rio)

Dezessete anos depois das extravagâncias de Romeu + Julieta, o diretor australiano Baz Luhrmann volta a aplicar sua marca muito particular na adaptação de um clássico. Do hip-hop na trilha sonora aos tiques de videoclipe, sua versão de O Grande Gatsby recorre a mil e uma firulas para transformar o romance de F. Scott Fitzgerald, publicado pela primeira vez em 1925, em espetáculo pop. Ao contrário da peça shakespeariana, no entanto, a experiência não dá liga e resulta desconjuntada, como se o cineasta tentasse unir à força dois filmes ? um mais literário, repleto de piscadelas para a obra original, o outro carnavalesco e barulhento. Ousadias à parte, muitos dos diálogos e das situações do livro estão na tela, a começar pelas angústias do personagem principal, interpretado por um sonolento Leonardo DiCaprio. Em 1922, o milionário Jay Gatsby, conhecido por organizar festas agitadas em sua mansão em Long Island, revela um segredo ao vizinho Nick Carraway (Tobey Maguire, também narrador da trama): está apaixonado por Daisy Buchanan (Carey Mulligan), que conheceu cinco anos antes. Apesar de saber que ela é casada, Gatsby está disposto a conquistá-la. A gritante recriação em 3D da chamada "era do jazz" produz uma ou outra cena de impacto, mas a emoção e a densidade psicológica dos personagens ficam em segundo plano. Direção: Baz Luhrmann (The Great Gatsby, EUA, 2013, 140min). 12 anos. Estreou em 7/6/2013.

Legendado: Espaço Itaú de Cinema 6, Estação Vivo Gávea 5. Legendado, 3D: Cine Carioca Méier 1, Cinemark Botafogo 4, Cinemark Downtown 3, Cinemark Village Mall 2, Cinépolis Lagoon 6, Iguatemi 1, Kinoplex Fashion Mall 2, Kinoplex Leblon 1, Kinoplex Nova América 5, Kinoplex Tijuca 1, Leblon 1, Rio Sul 2, Roxy 3, São Luiz 3, UCI Kinoplex NorteShopping 9, UCI New York City Center 2 e 12, UCI ParkShopping Campo Grande 7.

Fonte: VEJA RIO