CINEMA

Confissões de Adolescente

Fenômeno do teatro jovem nos anos 90, a peça virou série de TV na mesma década, e agora é transformada em um longa-metragem

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Fenômeno do teatro jovem nos anos 90, a peça da atriz Maria Mariana virou série de TV na mesma década, e agora é transformada em um longa-metragem que atinge seu público-alvo com uma linguagem cativante. Embora haja uns tropeços no início, sobretudo por causa de diálogos vulgares, a comédia dramática ganha prumo quando os romances entram em cena. Trata-se aqui das desventuras e paixões de irmãs que, a pedido do pai (Cassio Gabus Mendes), serão obrigadas a mudar de apartamento para enxugar as despesas. Tina (Sophia Abrahão), a primogênita, é a única a ter uma vida independente e um namorado cuca-fresca (Hugo Bonemer). Enquanto Bianca (Bella Camero) sempre fala às escondidas com seu pretendente, Alice (Malu Rodrigues) quer perder a virgindade. Já a caçula Karina (Clara Tiezzi) anda à procura do primeiro beijo. Na linha dos primórdios da novelinha Malhação, o enredo trata de temas como sexo, gravidez e homossexualidade. Pode parecer, à primeira vista, um resumo de estereótipos da adolescência. Mas, encaminhada com romantismo e graça, a trama reflete um período de incertezas em situações críveis. Direção: Daniel Filho e Cris D?Amato (Brasil, 2014, 96min). 12 anos. Estreou em 10/1/2014.

As pioneiras: as quatro atrizes do seriado original, Maria Mariana, Daniele Valente, Deborah Secco e Georgiana Góes, fazem pequenas participações

Fonte: VEJA RIO