CINEMA

Festival do Rio

Em sua 16ª edição, evento traz 350 obras de mais de sessenta países

Por: Pedro Tinoco

FOTOS DIVULGAÇÃO
(Foto: Redação Veja rio)

Com o clássico Odeon fechado e à espera de reformas, um dos maiores festivais de cinema do país transfere seu Q.G. para o Cinépolis Lagoon. A partir de quinta (25), o público vai encontrar extensa programação nas seis salas do complexo, mas também nos endereços do circuito Estação, além de Cine Joia, Museu da República, Kinoplex São Luiz, Roxy, Oi futuro Ipanema e Ponto Cine, entre outros espaços. Na 16ª edição, o evento traz 350 obras de mais de sessenta países. A montanha de atrações vai da exibição de longas mudos de Hitchcock, no Estação Botafogo 1, acompanhados ao vivo pelo pianista Cadu Pereira, a pré-estreias com grandes nomes de Hollywood. Um dos últimos papéis de Philip Seymour Hoffman, morto neste ano, foi o do espião alemão Gunther Bachmann em O Homem Mais Procurado. Adaptação do romance de John le Carré, dirigida por Anton Corbijn, o thriller será exibido na quinta (25), no Roxy 3, às 12h e 19h, no sábado (27), no São Luiz 3, às 16h30 e 21h30, e no domingo (28), no Cinépolis Lagoon 6, às 19h45. Boyhood - Da Infância à Juventude rendeu a Richard Linklater (o realizador de Antes do Amanhecer) o prêmio de melhor diretor no Festival de Berlim de 2014. Ele conta na tela a história do garoto texano Mason (Ellar Coltrane), filho de pais separados, e um tanto desajustados, interpretados por Patricia Arquette e Ethan Hawke. O Roxy 3, no domingo (28), às 14h e 19h, abriga as primeiras duas sessões da fita no país. Vencedor no Festival de Sundance, voltado para criadores independentes, Whiplash - Em Busca da Perfeição, de Damien Chazelle, acompanha as desventuras de Andrew (Miles Teller), promissor baterista de jazz pressionado a não fracassar como o pai escritor. O longa poderá ser visto na quinta (25), às 16h30 e 21h15 (Cinépolis Lagoon 5), e na sexta (26), às 16h30 e 21h30. Os Maias - Cenas da Vida Romântica, do diretor português João Botelho, ocupa o Cinépolis Lagoon 4 no domingo (28), às 14h. Trata-se de uma esmerada versão para o mais famoso romance de Eça de Queirós, com a atriz brasileira Maria Flor no papel da heroína romântica Maria Eduarda. Ficam as dicas. A programação completa está em www.festivaldorio.com.br.

Vem aí: a programação, que segue até 8 de outubro, traz aguardados lançamentos nacionais, a exemplo dos documentários Cássia e Favela Gay, e de Trinta, ficção inspirada na vida do carnavalesco Joãosinho Trinta

Fonte: VEJA RIO