CINEMA

Fábula cearense

Cine Holliúdy tem até legendas para facilitar a vida da plateia no Sul maravilha

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Como estreou primeiro em algumas capitais do Brasil, sobretudo do Nordeste, Cine Holliúdy já conquistou mais de 500?000 espectadores. É um número espetacular para um filme sem atores conhecidos e de sotaque bastante regional ? há até legendas para entender a ?língua? do Ceará. Ex-dublê de fitas de lutas marciais nos Estados Unidos nos anos 90, o cearense Halder Gomes presta uma singela homenagem ao cinema. Na trama, o persistente Francisgleydisson (Edmilson Filho) quer montar uma sala para exibir filmes de pancadaria. Ao chegar a uma pacata cidade do interior do estado, acompanhado da mulher (Miriam Freeland) e do filho (Joel Gomes), encontra dois inimigos: a burocracia da prefeitura e a concorrência da televisão. Uma afiada recriação visual e de costumes do início da década de 70 embala uma história ingênua, sem afetações e nada pretensiosa. O maior deslize está justamente na simplicidade geral. Recorrendo ao humor popularesco e a algumas situações banais, o realizador desperdiçou a oportunidade de fazer um pequeno grande filme.

✪✪ Cine Holliúdy, de Halder Gomes (Brasil, 2012, 91min). 12 anos. Estreou em 15/11/2013. Cine 10 Sulacap 5, Cine Santa Teresa, Cinemark Downtown 2, Cinespaço Boulevard 4, Estação Barra Point 2, Estação Rio 3, Estação Vivo Gávea 1, Iguatemi 3, Kinoplex Nova América 4, UCI Kinoplex NorteShopping 8, UCI New York City Center 7.

Fonte: VEJA RIO