Desencontros do amor

Em Simplesmente Acontece, paixão de infância afasta amigos

Mesmo recheado de clichês, trama de Christian Ditter estrelada por Lily Colins e Sam Clafin conquista espectador 

Por: Miguel Barbieri Jr.

AVALIAÇÃO ✪✪

Simplesmente Acontece
Amigos, amigos, amores à parte (Foto: Divulgação)

Extraído do livro homônimo da irlandesa Cecelia Ahern, Simplesmente Acontece faz jus ao bom título em português. A trama enfoca o relacionamento entre os ingleses Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin), amigos desde a infância que, embora sintam atração um pelo outro, não conseguem se declarar. Na festa de formatura, Rosie faz a besteira de transar com um colega (Christian Cooke) e Alex vira alvo da devoradora Bethany (Suki Waterhouse). Dias depois, o sonho de ambos de mudar para Boston será desfeito e... simplesmente acontece: a moça fica grávida e o rapaz parte para estudar nos Estados Unidos. O tempo vai passar, novos amores entrarão na vida dos protagonistas e a sensação de ter perdido aquela única oportunidade deixará um nó na garganta. Tão simpático quanto previsível, o romance abusa de situações-clichê, mas é daqueles filmes em que se torna impossível não torcer pelo casal — e o carisma de Lily e Claflin contribui para isso. Direção: Christian Ditter (Love, Rosie, Inglaterra/Alemanha, 2014, 102min). 14 anos. Estreou em 5/3/2015.

+ Equilibrando humor e drama, Sr. Kaplan surpreende

Fonte: VEJA RIO