CINEMA

Direto do túnel do tempo

Dois filmes da década de 80 de Leos Carax estão de volta ao circuito

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

fotos divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

O diretor Leos Carax ganhou certa projeção por aqui no início da década de 90 com Os Amantes de Pont-Neuf. No fim de 2012, a nova geração conheceu seu trabalho por meio do já cultuado Holy Motors. Agora, os dois primeiros longas-metragens desse francês bissexto estão de volta ao circuito comercial em boas cópias restauradas. De 1984, Boy Meets Girl, filmado em belo preto e branco, enfoca a trajetória de um jovem aspirante a cineasta, papel de Denis Lavant, ator-fetiche de Carax. A emperrada narrativa não consegue fazer a trama ir adiante. Nos minutos finais, contudo, há o encontro do rapaz com uma moça solitária (Mireille Perrier), garantindo um pouco de interesse à fita. Mais maduro e escorado numa estética fascinante, Carax traz à tona, em Sangue Ruim (1986), uma alusão à aids. A história traz Alex (novamente Denis Lavant), um rapaz contratado para roubar de um laboratório o antídoto de um vírus letal, capaz de fazer adoecer as pessoas que transam sem amor. Ao se preparar para a missão, o protagonista ficará dividido entre a mulher do chefe (papel de Michel Piccoli) e sua namorada ? as personagens são interpretadas pelas novinhas Juliette Binoche e Julie Delpy. Em ambos os filmes, o realizador se consagrou como uma promessa do cinema francês. Não à toa, eles mantiveram o frescor original e, coisa rara, pouco ficaram datados.

✪ Boy Meets Girl, de Leos Carax (Boy Meets Girl, França, 1984, 100min). 14 anos. Estreou em 3/1/2014. Estação Botafogo 3. ✪✪✪ Sangue Ruim, de Leos Carax (Mauvais Sang, França, 1986, 116min). 14 anos. Estreou em 3/1/2014. Estação Botafogo 3.

Fonte: VEJA RIO