de graça

CCBB recebe mostra com exibição de filmes e debates

Mostra Filme Livre exibirá mais de 200 obras de diversos diretores nacionais

Por: Redação VEJA RIO

Subterrâneos - Com Armando Barreto e Pelé
Filme Subterrâneos, com Armando Barreto e Pelé, é uma das obras do homenageado Maurice Capovilla (Foto: Divulgação)

A partir desta quarta (11), o CCBB recebe a 14º edição da Mostra Filme Livre que leva ao centro cultural exibição de filmes para adultos e crianças, debates e bate papo com diretores, sempre com entrada gratuita. Até o dia 5 de abril, serão 260 filmes, sendo 67 produzidos no Rio, divididos em sete categorias. Neste ano, são dois cineastas homenageados: Maurice Capovilla e o documentarista Silvio Tendler, que terão suas obras exibidas e participarão de mesas de discussão após a exibição. Estão previstos ainda outros dois debates com os cineastas Felipe Nepomuceno e Carlos Magno. 

+ Em Kingsman, Colin Firth protagoniza trama politicamente incorreta

Confira abaixo alguns destaques da programação e veja a lista completa aqui:

Curta Rio – Três sessões com filmes feitos no RJ.

Estréia - com a primeira exibição do longa “Girassol”, de Dodô Azevedo (conhecido DJ das noites cariocas)

BLUME – com exibição de curtas baseados no livro Blume, de Felipe Nepomuceno (mais da BLUME em http://oglobo.globo.com/cultura/livros/poemas-de-felipe-nepomuceno-thiago-captam-movimento-migratorio-da-imaginacao-15073857 )

Homenagem a Julio Pecly -  Julio Pecly era um dos grandes nomes do novo cinema vindo "da periferia". Nascido e criado na Cidade de Deus, realizou diversos curtas e o longa “Enchente" – talvez o primeiro longa realizado por cineasta de comunidade sem apoios governamentais. O filme estreou na grande e concorrida Mostra AURORA em Tiradentes (MG), em 2010. Ao lado de seu grande parceiro de vida e de cinema, Paulo Silva, conseguiu com muita vontade e criatividade fazer filmes e trabalhar com grupos como a CUFA, CINEMA NOSSO, URCA FILMES, BOCA DE FILME e com a Cavídeo - sua maior parceira, onde realizou 9 curtas e 2 longas. Julio era cadeirante e tinha uma doença degenerativa, e faleceu no início deste ano.

Curta Criativo – O concurso de curtas-metragens Curta Criativo é realizado pelo Sistema Firjan e tem por finalidade revelar talentos criativos para a indústria cinematográfica e permitir que, através de prêmios especiais, os jovens talentos possam continuar mais facilmente seu desenvolvimento. Estão aptos a participar alunos e ex-alunos, com até dois anos de formados, dos cursos de graduação e pós-graduação em cinema, design e comunicação, ou ainda de cursos técnicos e livres em cinema. Para concorrer, os candidatos devem produzir um curta-metragem de até 5 minutos. O tema é livre. O concurso é dividido em três categorias: Ficção, Animação e Documentário. São diversos prêmios que incluem desde pagamento em dinheiro aos primeiros colocados em cada categoria a estágios em produtoras, exibição do curta em festivais, bônus para aluguel de equipamentos, entre outros. Em 2013, foi realizada a 8ª edição do Curta Criativo.  Mais uma vez a MFL exibe os curtas premiados em 2015, numa sessão  criativa.

Destaque Silvio Tendler - Sílvio Tendler é um dos grandes autores do documentário brasileiro que sempre buscou uma forma de expressão para o gênero no país. Realizou filmes de grande debate sobre os líderes políticos do país, como “Os Anos JK” (1980) e “Jango” (1984), mostrando que o documentário também pode atingir um grande público, com “O Mundo Mágico dos Trapalhões” (1981), que alcançou quase 2 milhões de espectadores nos cinemas. Nos últimos anos, mesmo com problemas de saúde que dificultaram sua locomoção, Tendler  permanece inquieto como um grande guerreiro, estando e grande atividade com uma elevada produção – como demonstram, em especial, suas séries realizadas para a televisão. Nesses documentários de corte clássico, Tendler vem mostrando grande fôlego de se debruçar sobre questões totalmente fora do alcance da grande mídia, abrindo o debate para questões do nosso tempo. Assim, a Mostra do Filme Livre presta uma justa homenagem a este guerreiro que, fiel às suas convicções humanistas, permanece na batalha em prol da liberdade de expressão e da possibilidade da diferença num mundo regido pelo poder e pelo capital.

Revista sobre artes - Lançamento da revista ACROBATA (que aborda o audiovisual, literatura e outras artes), com bate-papo com o editor da revista Aristides Oliveira.        

Rua Primeiro de Março, 66 - Centro. De quarta a segunda, das 9h às 21h. Até 5 de abril. Grátis.

Fonte: VEJA RIO