Cinema Marginal

Carlos Reichenbach tem obra revisitada em mostra

A partir desta terça (5) a Caixa Cultural homenageia o cineasta com documentário inédito sobre sua vida

Por: Redação Veja Rio - Atualizado em

alma corsaria
Alma Corsária (1993) (Foto: Divulgação)

Considerado um dos principais expoentes do cinema marginal, o cineasta Carlos Reichenbach terá sua obra revisitada na mostra Carlos Reichenbach - O Cinema de Autor Brasileiro, na Caixa Cultural. Com curadoria do jornalista e crítico de cinema Mário Abbade, a mostra exibirá o documentário inédito “Carlos Reichenbach: Relatório Confidencial”, de Eugênio Puppo.  Além de alguns dos principais filmes do diretor, como “Liliam M – Relatório Confidencial” (1975) e “Garotas do ABC” (2003), o público poderá conferir um debate com o curador Abbade e os críticos Leonardo Luiz Ferreira e Daniel Caetano, no dia 7 de maio, às 19 horas, no Cinema 1.  Ingressos a R$ 4 (R$ 2, a meia).

A mostra estará em cartaz até o próximo domingo (17), no Cinema 1. A Caixa Cultural fica na Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, e não funciona às segundas.  

Confira abaixo a programação da primeira semana:

Terça, 5/5

15h - Audácia, de Carlos Reichenbach e outros. Brasil, 1969. 87 min. 16 anos.

16h50 - Lilian M., Relatório Confidencial, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1975. 120 min. 16 anos.

19h10 - Amor, Palavra Prostituta, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1982. 92 min. 16 anos.

carlos reichenbanh por luciana figueiredo
O cineasta Carlos Reichenbach (Foto: Luciana Figueiredo)

Quarta, 6/5

15h - O Império do Desejo, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1981. 105 min. 16 anos.

17h - O Paraíso Proibido, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1971. 95 min. 14 anos.

19h - Filme Demência, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1986. 90 min. 16 anos.

Quinta, 7/5

15h - Alma Corsária, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1993. 116 min. 16 anos.

17h20 - Dois Córregos, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1999. 112 min. 14 anos.

19h10 - Debate O CINEMA DE CARLOS REICHENBACH com os críticos Daniel Caetano e Leonardo Luiz Ferreira, e mediação do curador Mario Abbade

Sexta, 8/5

15h - Curtas: Essa Rua Tão Augusta, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1968. 7 min. 14 anos. / Equilíbrio e Graça, de Carlos Reichenbach. Brasil, 2002. 12 min. 14 anos. / O Guru e os Guris, de Jairo Ferreira. Brasil, 1973. 12 min. 14 anos. / O “M” da Minha Mão, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1979. 9 min. 14 anos. / Olhar e Sensação, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1994. 10 min. 14 anos. / Sangue Corsário, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1979. 10 min. 14 anos. / Sonhos de Vida, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1979. 10 min.  14 anos.

16h40 - Garotas do ABC, de Carlos Reichenbach. Brasil, 2003. 125 min. 16 anos.

19h15 - Carlos Reichenbach: Relatório Confidencial, de Eugênio Puppo. Brasil, 2015. 76 min. 14 anos.

falsa orquestra
Falsa Loura (2007) (Foto: Divulgação)

Sábado, 9/5

14h Bens Confiscados, de Carlos Reichenbach. Brasil, 2004. 108 min. 16 anos.

16h10 Extremos do Prazer, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1984. 92 min. 16 anos.

18h10 Audácia, de Carlos Reichenbach e outros. Brasil, 1969. 87 min. 16 anos.

Domingo, 10/5

14h - Falsa Loura, de Carlos Reichenbach. Brasil, 2007. 97 min. 16 anos.

16h - Lilian M., Relatório Confidencial, de Carlos Reichenbach. Brasil, 1975. 120 min. 16 anos.

18h30 - As Libertinas, de Carlos Reichenbach e outros. Brasil, 1968. 90 min. 16 anos.

 

Fonte: VEJA RIO