fofura na telona

Animação Divertida Mente entra em cartaz

Lugares Escuros e Minha Querida Dama são alguns dos destaques da semana. Ao todo, 11 longas estreiam

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

divertida-mente-jpg2
(Foto: Divulgação)

Um dos gêneros queridinhos do público, a animação retorna à tela grande com o esperado Divertida Mente. No novo desenho animado da Pixar, cinco sentimentos controlam uma adolescente americana na produção de Pete Docter. Surgiu, finalmente, um filme com quatro estrelas no ranking. Outra boa pedida é o longa Lugares Escuros, estrelado por Charlize Theron, que interpreta uma mulher atormentada por um passado de assassinatos.

O documentário sobre o líder do Nirvana, Kurt Cobain, é outro ingresso que vale a pena. Com depoimentos de amigos e familiares, Cobain: Montage of Heck, dirigido por Brett Morgen agrada especialmetne para os "órfãos" da banda.

+ Darcy Ribeiro homenageia Zelito Viana

Minha Querida Dama retrata um encontro incomum na capital francesa. Na trama de  Israel Horovitz, Kevin Kline e Maggie Smith disputam uma mansão. No fim do ano Maggie, que esteve em cartaz também na fita O Exótico Hotel Marigold 2, estreia Lady in the Van.

+ Cinem é tema de palestras gratuitas na Caixa Cultural

 

  • O documentário levanta uma questão atual e pertinente sobre o uso do carro e da bicicleta em cidades como Los Angeles, São Paulo e Toronto. Estreou em 18/6/2015.
    Saiba mais
  • Cobain — Montage of Heck, documentário inédito sobre o líder da banda Nirvana, que cometeu suicídio em 1994, é atração do Cinemark do Eldorado e do Metrô Santa Cruz. Anote os dias e horários das sessões: quinta (18/6), às 21h; sábado (20/6), às 22h30; e domingo (21/6), às 16h. No UCI do Anália Franco haverá exibição apenas na quinta (18/6/2015), no mesmo horário. O ingresso custa R$ 40,00.
    Saiba mais
  • Na nova animação da Pixar, Riley tem 11 anos e acabou de mudar-se com seus pais para São Francisco. Sua mente é controlada pelos personagens Alegria, Medo, Raiva, Nojinho e Tristeza, que tentam deixar a menina sempre em  alto astral. Infeliz na nova cidade, Riley vai ficar temperamental enquanto suas emoções tentam deixá-la mais controlada. Estreia prometida para 18/6/2015.
    Saiba mais
  • Na animação japonesa, o vilão F, conhecido como o Imperador do Mal, ressurge após alcançar a última de suas transformações. Goku e seus amigos guerreiros, Vegeta, Mestre Kame e Gohan, juntam as forças para combater o inimigo. Estreou em 18/6/2015.
    Saiba mais
  • Comédia dramática

    Enquanto Somos Jovens
    Veja Rio
    Sem avaliação
    Cornelia (Naomi Watts) e Josh Srebnick (Ben Stiller) são casados há anos. Incomodados com o envelhecimento, estão cansados da maneira conservadora como vivem. Jamie (Adam Driver) e Darby (Amanda Seyfried) se aproximam dos dois e Josh, encantado com o estilo de vida e o ânimo da dupla, sonha voltar a ser jovem. Estreia prometida para 4/6/2015.
    Saiba mais
  • Tudo são flores no início de Jessabelle. Grávida, Jessie (Sarah Snook) está de partida para construir uma vida a dois. Um terrível acidente de carro dá um novo destino à personagem. Ela perde o bebê e o namorado, além de se locomover numa cadeira de rodas por causa da limitação dos movimentos nas pernas. Sem amigos, a moça é obrigada a voltar à cidade natal, na Louisiana, para morar com o pai (David Andrews), um sujeito arredio e nada afetuoso. O terror começa quando Jessie encontra velhas fitas de vídeo numa caixa. Nelas, sua mãe (Joelle Carter), que morreu no parto e lia cartas de tarô, alerta para uma morte e outros infortúnios. Kevin Greutert tem experiência no gênero — montou cinco e dirigiu dois filmes da cinessérie Jogos Mortais. O realizador consegue aqui um bom casamento entre ambiência sinistra e surpresas no roteiro mesclando uma casa assombrada por um espírito (a Jessabelle do título) à magia do vodu. Falta, porém, algo de que anda carente o cinema de horror: pregar sustos no espectador. Estreou em 18/6/2015.
    Saiba mais
  • O início lento do média-metragem sugere ao espectador o que está por vir. Nas cenas do filme experimental do cineasta malaio Tsai Ming-liang, um monge budista com indumentárias vermelhas caminha vagarosamente pelas ruas de Marselha, na França, enquanto as pessoas ao seu redor mantêm o ritmo acelerado da cidade. A câmera revela pequenos fragmentos da influência que esse andarilho incomum provoca nos habitantes da cidade.
    Saiba mais
  • No novo Mad Max, ainda em cartaz, Charlize Theron surge com a testa suja de graxa e sem parte de um braço — e continua linda. A transformação não é tão radical em Lugares Escuros, mas também neste suspense dramático a estrela se despe do glamour. Na pele de Libby Day, Charlize veste calça jeans e camiseta puída para interpretar uma mulher atormentada por seu passado. Mais de duas décadas atrás, Libby, caçula da família, testemunhou contra o próprio irmão. Ele seria o responsável pelo assassinato da mãe e de suas duas irmãs. Ben (Corey Stoll) ainda continua atrás das grades e Libby, que durante anos recebeu ajuda financeira de anônimos, está praticamente sem dinheiro. Em troca de grana, ela aceita o convite do “clube da matança”, grupo de investigadores amadores, liderado pelo jovem Lyle (Nicholas Hoult). Eles querem reabrir o caso e precisam de novas declarações da vítima. No vaivém do tempo, a história vai revelando comportamentos escusos de seus pais e explicando a influência de uma patricinha (Chloë Grace Moretz) na vida do suposto matador. Inspirado no livro de Gillian Flynn (a mesma autora de Garota Exemplar), o longa-metragem mantém-se plugado na tensão e, mesmo sem renovar o gênero, consegue cativar pelas surpresas. Estreou em 18/6/2015.
    Saiba mais
  • Comédia dramática

    Minha Querida Dama
    Veja Rio
    Sem avaliação
    Comédia dramática. Mathias Gold (Kevin Kline), rico e solitário, herda um grande imóvel em Paris. Ao chegar à capital francesa, descobre que na propriedade mora Mathilde (Maggie Smith), uma senhora de 90 anos, nem um pouco disposta a mudar de endereço. É o começo de uma bela amizade. Com Kristin Scott Thomas.
    Saiba mais
  • É muito bom tocar no assunto da “nova família brasileira”, sobretudo em tempos bicudos de intolerância sexual. O drama do diretor mineiro, porém, se mostra frágil, arrastado e inconsistente — não fosse por alguns números musicais, seria ainda mais entediante. Centrada numa periferia, a história flagra a relação da cantora Teresa (Mariene de Castro) com um cabeleireiro gay chamado Shirley (Cadu Fávero). Eles vivem juntos e criam um menino, fruto da relação dela com um ex-companheiro (papel do cantor Otto). O reencontro com Charles (João Baldasserini), uma antiga paixão, dará a Teresa outro destino. Estreou em 11/6/2015.
    Saiba mais
  • Comédia romântica

    Sob o Mesmo Céu
    Veja Rio
    Sem avaliação
    Promessa como diretor na década de 90 em trabalhos como Vida de Solteiro e Quase Famosos, Cameron Crowe foi caindo no ostracismo e, em Sob o Mesmo Céu, assina seu pior e mais entediante longa-metragem. O elenco estelar pouco ajuda a levantar os ânimos de uma trama confusa, conduzida entre o drama, a comédia e o romance — e sem conseguir satisfazer em nenhum dos gêneros. Bradley Cooper interpreta Brian Gilcrest, empreiteiro que trabalha de consultor de um bilionário (papel de Bill Murray) e regressa ao Havaí para participar do lançamento de um satélite no espaço. Sem revelar sua verdadeira atividade, o cara engana a militar Ng (Emma Stone) e também sua ex-namorada (Rachel McAdams), agora casada com um piloto aéreo (John Krasinski). Como se trata, igualmente, de uma trama romântica, Gilcrest envolve-se com as duas mulheres da história. Estreou em 11/6/2015.
    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO