Drama bem-humorado

A Família Bélier: sonhos de uma garota vinculada aos pais surdos-mudos

No filme, Louane Emera, descoberta aos 16 anos no programa The Voice, vive uma adolescente de temperamento instável

Por: Miguel Barbieri Jr.

A Família Bélier
O pai, o irmão e a mãe de Paula: vendedores de queijos (Foto: Divulgação)

Os Bélier moram na área rural de uma pequena cidade da França e, fazendeiros, vendem queijos na feirinha do centro. Como a mãe (Karin Viard), o pai (François Damiens) e o irmão (Luca Gelberg) da adolescente Paula (Louane Emera) são surdos-mudos, ela fica responsável pela comunicação com os clientes. A garota também carrega o peso de falar, literalmente, em nome da família. Vivendo as mudanças hormonais típicas da idade, Paula tem um temperamento instável. Nas aulas de canto, porém, seu talento é descoberto pelo professor (Eric Elmosnino), que a incentiva a participar de um concurso em Paris. O que o destino reserva para uma moça cheia de sonhos, mas presa aos vínculos familiares? Um conflito dramático ganha tratamento bem-humorado, culminando numa sequência musical capaz de aflorar emoção. Em sua estreia no cinema, Louane Emera, descoberta aos 16 anos no programa The Voice, consegue arrebatar soltando a voz em Je Vole (eu voo). ✪✪✪ A Família Bélier, de Éric Lartigau (La Famille Bélier, França, 2014, 100min). 12 anos. A estreia estava prometida para quinta (25).

Fonte: VEJA RIO