CINEMA

Sobre a sociedade que queremos

Direitos humanos permeiam os 38 filmes da mostra que ocupa a Caixa Cultural a partir de terça (17)

Por: Caio Werneck - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Com sessões gratuitas, a 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul exibe 38 filmes na Caixa Cultural de terça (17) a domingo (22). Três categorias dividem a grade: Mostra Competitiva, com votação da plateia, Mostra Homenagem ? Vladimir Carvalho e Mostra Cinema Indígena. Todas as obras selecionadas serão apresentadas com closed caption, sistema no qual as legendas informam, além dos diálogos, os sons usados nas cenas, para o acesso de deficientes auditivos. Também haverá sessões com audiodescrição, dedicadas ao público portador de deficiência visual. Entre 150 candidatos inscritos, 24 títulos foram selecionados para a Mostra Competitiva. No tributo à obra do cineasta Vladimir Carvalho serão apresentados documentários importantes, a exemplo de Barra 68 ? Sem Perder a Ternura. Atração de sexta (20), às 13h, o filme narra a trajetória da Universidade de Brasília (UnB), desde sua idealização, por Darcy Ribeiro, até a invasão do câmpus pela polícia, em 1968, episódio que enterrou o projeto inicial de um espaço de pensamento autônomo. Na abertura, terça (17), às 18h, será exibido o longa de animação Uma História de Amor e Fúria, de Luiz Bolognesi, um passeio pelo Brasil do século XVI ao futuro ano de 2096, premiado no Festival de Annecy.

Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, Carioca, ☎ 3980-3815. Cinema 1 (78 lugares). Terça (17) a domingo (22). Grátis.

Confira a programação completa em abr.ai/direitos-humanos-2013

Fonte: VEJA RIO