BEIRA-MAR

"VIP não é sinônimo de celebridade"

Por: Carla Knoplech - Atualizado em

Roberto Filho / Ag.News
(Foto: Redação Veja rio)

No Rock in Rio III, dez anos atrás, a promoter Carol Sampaio estava na turma do gargarejo e lembra que saiu exaurida de tanto pular no show de Sandy & Junior. A julgar por tal retrospecto, ela tem tudo para ficar esgotada na próxima edição do festival, em setembro. Carol vai elaborar a lista de 4 000 (!) vips do evento. A quatro meses dos espetáculos, seu trabalho agora é administrar os três celulares que tocam sem parar com pedidos de ingressos e convites.

Como assim, área vip com essa quantidade de gente? Vip não é sinônimo de celebridade, né? Vem gente do Brasil todo e prometo me esforçar para dar atenção.

O assédio já começou? Abri um escritório só para cuidar do Rock in Rio. Estou recebendo cinquenta e-mails por dia com pedidos de amigos. Está uma loucura.

Você convida para camarotes de Carnaval, semanas de moda, festas. Vai fazer também a lista do Ultimate Fighting Championship (UFC), marcado para agosto no Rio. Como administra tanta coisa diferente? Não é fácil, fico ligada na tomada o dia inteiro. Quando estiver na reta final do festival ? pimba! ?, será o auge do UFC. Só não vou abrir mão de jogar futevôlei. É o que me desestressa.

Fonte: VEJA RIO