COTIDIANO

Prefeitura usa verba de fundo do Governo Federal para compra de Banco Imobiliário

Compra dos exemplares do jogo que serão distribuídos em escolas públicas da Prefeitura saiu de ajuda do Governo Federal ao ensino básico

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

bancoimob.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Os R$ 962,4 mil desembolsados pela Prefeitura do Rio para a compra das 20 mil unidades do jogo Banco Imobiliário Cidade Olímpica, que serão distribuídas em escolas da rede municipal de ensino, saíram do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) - programa do Governo Federal que tem como objetivo promover melhorias na educação básica do país. A edição especial do jogo produzido pela Estrela gerou polêmica por fazer propaganda de obras recentes do prefeito Eduardo Paes, como a Transcarioca e a Clínica da Família.

Em 2012, os recursos do Fundeb destinados ao Rio foram de R$ 1,7 bilhão. A verba, segundo o Ministério da Educação, deve ser usada em ações como a aquisição de imóveis e material didático, obras em escolas e remuneração e aperfeiçoamento de professores. Nesta terça (5), professores da rede pública de ensino farão uma paralisação na Cinelândia, Centro do Rio, em que reivindicarão melhores salários. A manifestação terá o tema "Escola não é banco, nem de brincadeira".

No início da polêmica relacionada ao jogo, a Secretaria Municipal de Educação divulgou, em nota, que ele "vai divulgar o Rio", além de que "os professores podem utilizar o jogo de forma pedagógica, uma vez que disciplinas como geografia, história e matemática, e temas transversais, como a preservação cultural da cidade, podem ser trabalhados com os alunos".

Fonte: VEJA RIO