Fora do eixo

Trilhos de Santa Teresa precisarão ser refeitos

Recém-reformados de forma precária, os paralelepípedos do Bondinho no trecho Largo da Carioca - Largo do Curvelo apresentam defeito que pode provocar acidentes

Por: Redação VEJA RIO

Bonde-Santa-Tereza
Bonde de Santa Teresa (Foto: Divulgação)

Uma falha na colocação dos trilhos do Bondinho de Santa Teresa, entre os trechos Largo da Carioca - Largo do Curvelo, no Centro do Rio, levou a concessionária que constrói e administra a infraestrutura dos bondes a receber uma advertência formal da secretarial do estado de transportes.

+ Não é só o bonde

A má execução da obra por parte da companhia comprometeria o funcionamento de um dos quatro tipos de freio que compõem os cinco novos veículos que foram liberados para operação no último mês. Esse erro poderia causar graves acidentes.

O conserto no rejunte dos paralelepípedos – que deve marcar uma distância de cinco centímetros por trilho, será de responsabilidade da própria concessionária, sem ônus aos cofres do governo. No final desta semana começam os reparos e, até a conclusão dos trabalhos, o trajeto Largo da Carioca - Largo do Curvelo permanece interditado. 

Fonte: VEJA RIO