ROTEIRO DA SEMANA

Crianças

Roteiro de peças de teatro e outras atividades infantis no Rio de Janeiro

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

CINEMA

✪✪✪ O LORAX ? EM BUSCA DA TRÚFULA PERDIDA. Cópias dubladas.

✪✪✪✪ PIRATAS PIRADOS! Cópias dubladas, legendadas e em 3D.

ESPECIAL

CIRCO STANKOWICH. Fundado por Pedro Stankowich, romeno que trocou sua terra natal pelo Brasil durante a I Guerra Mundial, o circo volta a montar a lona no Rio após mais de trinta anos. Ao longo de duas horas, o público acompanha 22 números clássicos, com malabarismo, acrobacia, monociclo, ilusionismo, globo da morte e palhaços, entre outras atrações. Circo Stankowich (900 lugares). Avenida das Américas, 9650, Barra (em frente à casa de shows Ribalta). Informações, ☎ 6746-8086 e 7983-1590. Terça a sexta, 20h30; sábado e feriados, 15h30, 18h e 20h30; domingo, 10h30, 15h30, 18h e 20h30. R$ 40,00 (cadeira lateral) a R$ 300,00 (camarote com quatro lugares). Grátis para menores de 3 anos. Crianças de 3 a 10 anos pagam meia-entrada nas cadeiras. Até 24 de junho.

TEATRO DE ANIMAÇÃO ? OS BONECOS PEDEM PASSAGEM. O grupo Bonecos em Ação é responsável pelo projeto de ocupação do Teatro Duse, em Santa Teresa, até agosto, com atividades dedicadas a todas as faixas etárias. Para as crianças, no sábado (2) e no domingo (3), às 11h, tem sessão do espetáculo Conversa de Armazém, da Cia. Rosa Carmo de Queiróz, de Paraty. Apenas no domingo (3), a elogiada companhia Maki Maki Theater, da peruana radicada nos Estados Unidos Gabriela Gallup, apresenta o espetáculo Linhas, com quatro histórias vividas por bonecos feitos de linhas e tecidos. Para este espetáculo, serão distribuídas senhas uma hora antes do início da sessão. Teatro Duse (100 lugares). Rua Hermenegildo de Barros, 161, Santa Teresa, ☎ 3233-1306. Sábado (2), 11h; domingo (3), 11h e 16h. Grátis.

TURMA DA MÔNICA NO MUNDO DO CIRCO. Com a grife oficial dos Estúdios Mauricio de Sousa, o espetáculo reúne a turma dos quadrinhos em números circenses. Cascão é o equilibrista, Magali vira uma engolidora de sorvetes, Cebolinha faz as vezes de malabarista e Mônica aparece em duas cenas: da mulher barbada e da mágica. O elefante verde Jotalhão é o mestre de cerimônias. Além dos personagens, artistas de circo fazem outros números. A direção é de Mauro Sousa, filho de Mauricio. Estacionamento do Recreio Shopping (700 lugares). Avenida das Américas, 19019, Recreio, ☎ 3228-8001. Quarta a sexta, 20h; sábado e domingo, 15h, 17h30 e 20h. R$ 60,00. Bilheteria: 10h/18h (ter.); a partir das 10h (qua. a sex.); a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Até 1º de julho. Estreia prometida para sexta (1º).

Teatro

✪✪✪ ALADIM, de Cláudio Figueira. Autor, diretor e coreógrafo de musicais infantis com vasto currículo, Figueira aposta pela primeira vez em uma adaptação ? no caso, de uma história da coletânea árabe As Mil e Uma Noites. A inspiração mais evidente, no entanto, é o longa de animação Alad­din (1991), dos estúdios Disney. Mas o que poderia ser uma transposição preguiçosa reserva boas surpresas. A trilha sonora abriga composições feitas especialmente para o musical, e não versões para os temas da Disney, todas defendidas a contento. Vivido por Marcelo Torreão, o gênio é uma atração à parte, distribuindo cacos que provocam gargalhadas. Direção do autor e de Carlos Arthur Thiré (55min). Rec. a partir de 3 anos. Estreou em 28/1/2012. Teatro Vannucci (400 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2274-7246. Sábado e domingo, 18h30. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 14h30 (sáb. e dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 28 de outubro.

✪✪✪ A ARANHA ARRANHA A JARRA A JARRA ARRANHA O TRAVA-LÍNGUA, de Demetrio Nicolau. Maior sucesso da Cia. Pop de Teatro Clássico, a peça estreou em 2004 e, desde então, já foi encenada em 27 cidades. A marca de 300 apresentações é comemorada com esta temporada. Cecília Ripoll e Aline Sampin promovem um jogo de musicalidade e dramatização sobre conhecidos trava-línguas, aquelas frases difíceis de dizer rapidamente. A encenação é simples, com um tapete vermelho sobre o qual a dupla se apresenta. Em figurinos que lembram bonecas de pano, elas ganham a plateia com enorme entrosamento e pleno domínio do texto. No mesmo espaço, a trupe apresenta seu novo espetáculo, No Jogo do Caipora Curupira Joga Agora. Direção do autor (50min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 19/5/2012. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (130 lugares). Rua Humaitá, 163, Humaitá, ☎ 2535-3846. Sábado e domingo, 16h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Até 10 de junho.

✪✪ FIOS MÁGICOS, de Gabriel Bezerra. Idealizador do espetáculo, Bezerra também construiu os bonecos e ele próprio os manipula ? de forma eficiente, sem grande sofisticação. Em vez de apresentar uma história com início, meio e fim, o roteiro enfileira números de música e dança com marionetes que interagem com a plateia. Pausas entre os esquetes, para a troca de bonecos, prejudicam o ritmo. As crianças, no entanto, se divertem com o sapo Olho Vivo, mestre de cerimônias, e com figuras como o baterista Tony Bright, a professora de ioga Carlota, o guitarrista Big Bro, o casal de dançarinos Gostoso e Dengosa, o cachorro Toby e o pandeirista Geremias Pagodão. Nesta temporada, um novo personagem foi incluído: o Rei Momo. Direção de Clorys Daly (50min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 5/5/2012. Teatro Maria Clara Machado (124 lugares). Avenida Padre Leonel Franca, 240 (Planetário da Gávea), Gávea, ☎ 2274-7722. → Sábado e domingo, 17h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Estac. (R$ 10,00). Até domingo (3).

✪✪✪ GALINHA PINTADINHA, O MUSICAL, de Marcos Luporini e Juliano Prado. Os autores são também os criadores da animação Galinha Pintadinha, postada no YouTube no fim de 2006. Seis meses e meio milhão de visua­lizações depois, o vídeo começou a se desdobrar em uma bem-sucedida série de DVDs, com desenhos embalados por canções infantis. Nesta esmerada produção, os personagens ganham vida interpretados por atores fantasiados. Ao longo de doze números cantados ao vivo, sobem ao palco figuras conhecidas das crianças, como o Galo Carijó, a Baratinha e sua banda de rock, as Borboletinhas cozinheiras e, claro, a Galinha Pintadinha. Direção de Ernesto Piccolo (45min). Livre. Estreou em 7/1/2012. Teatro das Artes (457 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2540-6004. Sábado e domingo, 15h e 17h. R$ 70,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: R e V. IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 1º de julho.

A GATA BORRALHEIRA, adaptação de Marcello Caridade. Aqui, a história do francês Charles Perrault é transportada para os tempos do Brasil Império. Pobre e atormentada pela madrasta (Bia Freitas), a jovem Doroteia (Bianca Bühring) sonha em ir ao baile do príncipe estrangeiro Tinhorão (Cadé Sodré), recém-chegado da Espanha. Para isso, ela conta com a ajuda de sua vizinha e madrinha (também Bia Freitas). Até o sapatinho de cristal, detalhe importante na trama original, passa por uma adaptação: é substituído por sapatilhas de lamê. Compostas por Marco Rodrigo, as canções transitam por gêneros brasileiros, a exemplo de samba de roda e da batucada do baiano Olodum. Direção do adaptador (60min). Rec. a partir de 5 anos. Reestreou em 5/5/2012. Teatro do Leblon ? Sala Fernanda Montenegro (400 lugares). Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, ☎ 2529-7700. Sábado e domingo, 17h. R$ 40,00. Bilheteria: 15h/21h (ter. a dom.). Cc: D, M e V. Cd: todos. IC. Até 1º de julho.

HUMANIMAL, de Anne Westphal, Juliana Coutinho e Paula Preiss. Humanos e animais se fundem no espetáculo da companhia Circo da Silva. Apenas duas atrizes estão em cena: Ana Góes e Paula Preiss, uma das autoras e diretora da peça. Música (do grupo Songoro Cosongo), dança, artes do picadeiro e teatro físico integram a montagem voltada para uma plateia de crianças até 7 anos, incluindo bebês. A ideia é estimular a percepção e os sentidos desse público (50min). Livre. Estreou em 2009. Solar de Botafogo (180 lugares). Rua General Polidoro, 180, Botafogo, ☎ 2543-5411. Sábado e domingo, 16h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 14h30 (sáb. e dom.). Até 24 de junho. Reestreia prometida para sábado (2).

✪✪✪✪ MACUNAÍMA ? UMA HISTÓRIA DE AMOR, adaptação de Marília Monteiro. O livro mais conhecido de Mário de Andrade (1893-1945) inspira esta corajosa montagem comandada por uma experiente profissional do teatro infantil: a diretora Lucia Coelho. Contrabalançando o texto às vezes difícil, a encenação é inventiva e lúdica. O elenco, formado por oito bons atores do grupo Navegando, embarca com gosto na proposta quase antropofágica do espetáculo, que mistura teatro convencional com técnicas de sombras e bonecos, tudo embalado por música cantada e tocada ao vivo. Raphael Logam vive Macunaíma, o índio negro que sai de sua tribo, no norte do país, em direção a São Paulo. No caminho, o personagem se apaixona pela indígena Ci (Iza Lanza). Na ficha técnica de peso aparecem Caíque Botkay (direção musical e composições), Jorginho de Carvalho (iluminação), Cica Modesto (cenografia) e Cláudio Tovar (figurinos). Direção de Lucia Coelho (70min). Rec. a partir de 6 anos. Estreou em 12/5/2012. Centro de Referência Cultura Infância ? Teatro do Jockey (150 lugares). Rua Bartolomeu Mitre, 1110, Gávea, ☎ 3114-1286. Sábado e domingo, 16h. R$ 15,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Estac. na Rua Mário Ribeiro, 410 (R$ 4,00 a hora). Até 24 de junho.

✪✪✪✪ MAROQUINHAS FRU-FRU, de Maria Clara Machado. A peça foi encenada pela primeira vez em 1961, em comemoração dos dez anos do Tablado, escola de teatro criada por Maria Clara (1921-2001). Agora, volta à cena em divertida montagem com direção de José Lavigne. Na trama, fiel ao texto original, a bela Maroquinhas (Diana Herzog) vence um concurso de melhor bolo da cidade. Ela ganha, como prêmio, um colar de pérolas, causando a inveja das concorrentes. Em meio a várias intrigas, a joia acaba sendo roubada, o que transforma as cozinheiras derrotadas em suspeitas. A produção é bem cuidada, dos cenários aos figurinos, tudo valorizado pela luz de Jorginho de Carvalho. Sob a batuta de Lavigne, que durante anos dirigiu o programa televisivo Casseta & Planeta, o elenco mostra entrosamento e tempo de humor. Os destaques individuais são Fernando Melvin, no papel do guarda Damião, que não esconde seu amor por Maroquinhas, e Catarina Abdalla, impagável como Dona Bolandina, uma das concorrentes do concurso. Composta por Carlos Lyra, a trilha sonora foi reformulada por Tomé Lavigne, filho do diretor (60min). Rec. a partir de 5 anos. Estreou em 12/5/2012. Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎ 2540-6004. Sábado e domingo, 17h. R$ 50,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 1º de julho.

✪✪✪ O MENINO QUE TEVE UM SONHO, de Gustavo Damasceno. Em seu primeiro trabalho como autor infantil, Damasceno inspirou-se em uma história que costumava contar à filha ? Julia Limp, hoje com 13 anos e no elenco da montagem. Ela vive uma princesa aprisionada em uma torre. Amaldiçoada por sua própria tia, ao acordar ela não se lembra do que aconteceu na véspera, o que lhe tira a noção de há quanto tempo está presa. Um dia, porém, a jovem se lembra de tudo. Ao mesmo tempo, um menino (Gabriel Abreu) sonha com ela e resolve partir em uma aventura para salvá-la. No caminho, o rapaz terá de enfrentar desafios como uma bruxa (interpretada, curiosamente, por um homem, Breno Primo de Melo) e um lobo (Thiago Ristow). A montagem aproveita plenamente o fato de ser encenada em uma arena, com cenas se desenrolando em vários pontos ? inclusive às costas da plateia. Na caprichada produção, destaque para a luz, muito bem utilizada para criar novos ambientes. Direção do autor (60min). Rec. a partir de 7 anos. Estreou em 12/5/2012. Espaço Sesc ? Arena (288 lugares). Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, ☎ 2547-0156. Quinta e sexta, 15h; sábado e domingo, 17h. Excepcionalmente haverá sessão na quarta (30), às 15h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (qua., qui. e sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). Até domingo (3).

NA COLA DO SAPATEADO, de Gisela Saldanha, Mabel Tude, Maria Dulce Saldanha e Tânia Nardini. Sucesso desde a estreia, em 1987, a peça conta a história de sete alunas que, diante da ameaça de uma prova-surpresa, bolam um plano. Como apenas uma delas, Evelyn (Maria Dulce Saldanha), domina a matéria, a turma resolve tentar colar com um código desenvolvido através de passos de sapateado ? no palco, embalados por gêneros como samba, frevo e choro. O problema é que Evelyn, americana, precisa aprender os ritmos para passar a cola. Direção de Tânia Nardini e Tony Nardini (60min). Rec. a partir de 2 anos. Reestreou em 5/4/2012. Teatro Fashion Mall ? Sala 1 (470 lugares). Estrada da Gávea, 899, São Conrado, ☎ 2422-9800. → Sábado e domingo, 16h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. Estac. (R$ 8,00 por duas horas). Até 24 de junho.

✪✪✪✪ NO JOGO DO CAIPORA CURUPIRA JOGA AGORA, de Demetrio Nicolau. Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 6). Direção do autor (50min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 19/5/2012. Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (130 lugares). Rua Humaitá, 163, Humaitá, ☎ 2535-3846. Sábado e domingo, 17h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Até 10 de junho.

✪✪✪ A PRINCESA E O SAPO, adaptação de Anderson de Oliveira. O conto dos irmãos Grimm é transportado para o sertão nordestino. Vestido de cangaceiro, Anderson de Oliveira também faz as vezes de narrador, escoltado por dois músicos. Embalado pelo som de violão e instrumentos de percussão, o elenco canta ao vivo sucessos regionais que parecem ter sido compostos para a encenação. Canções como Isso Aqui Tá Bom Demais (Dominguinhos e Nando Cordel) e Coração Bobo (Alceu Valença) acompanham as idas e vindas da relação entre a princesa (Talita Monteiro, muito divertida) e o sapo (Leandro Amado). O visual festivo, cheio de cores e retalhos, completa a ambientação. Direção do adaptador (60min). Rec. a partir de 4 anos. Reestreou em 12/5/2012. Teatro dos Grandes Atores ? Sala Vermelha (390 lugares). Avenida das Américas, 3555, Barra, ☎ 3325-1645. Sábado e domingo, 17h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 14h30 (sáb. e dom.). Até 24 de junho.

TROCA DE PLANTÃO, do grupo Roda Gigante. Cristiana Brasil, Diogo Cardoso, Eber Inácio, Florência Santángelo, Guilherme Miranda, Julia Schaeffer, Kadu Garcia e Marcos Camelo integram a trupe, que costuma se apresentar para pacientes de hospitais públicos do Rio. Aqui, os palhaços reúnem esses mesmos esquetes, geralmente dispersos. A ideia é brincar com situações típicas da rotina hospitalar. Para isso, o elenco se vale de música tocada ao vivo e interage o tempo todo com a plateia. Direção de Flávia Reis (60min). Rec. a partir de 3 anos. Teatro Gláucio Gill (100 lugares). Praça Cardeal Arcoverde, s/nº, Copacabana, ☎ 2332-7904, ? Cardeal Arcoverde. Sábado (2) e domingo (3), 17h. Grátis. Senhas distribuídas a partir das 16h.

✪✪✪ ZIGG & ZOGG, de Gustavo Rizzotti. Fundadores da Cia. 2 de Teatro e os únicos em cena, Gustavo Rizzotti e Bruno Caldeira vivem os personagens do título. Seres sem cor, um tanto melancólicos, eles se conhecem no palco. Conforme vão interagindo, descobrem que a criatividade é um poderoso combustível para a alegria ? e para uma vida, digamos, mais colorida, como se verá até o fim da sessão. Não há uma linha sequer de diálogo: inspirados pelo universo do cinema mudo e apoiados em técnicas de mímica, os atores contam apenas com duas pilhas de jornais. Com elas fazem uma farra, transformando papéis em objetos ao longo de cenas que encantam as crianças. Todo o crédito cabe à dupla. Rizzotti (Zigg) é também o autor e diretor da peça, enquanto Caldeira (Zogg) desenvolveu os figurinos e a trilha sonora (45min). Livre. Estreou em 21/4/2012. Teatro Laura Alvim (245 lugares). Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2015, ? General Osório. Sábado e domingo, 17h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até domingo (3).

Fonte: VEJA RIO