BEIRA-MAR

Os subcoadjuvantes também têm vez

Por: Carla Knoplech - Atualizado em

beiramar1.jpeg
(Foto: Redação Veja rio)

Candelot: carreira marcada pelos comerciais e papéis minúsculos

Certamente você conhece o sujeito na foto ao lado de algum lugar. Em dez anos de profissão, o ator Rodrigo Candelot fez na TV um sem-número de papéis acanhados ? do tipo que entra em cena mudo e sai calado ? e estrelou outro tanto de anúncios publicitários. Apesar de ter adquirido alguma notoriedade ao viver o coronel Formoso em Tropa de Elite 2, ele escreveu uma comédia sobre a dura vida dos subcoadjuvantes. Os Capangas estreia na próxima terça (26), no Teatro Candido Mendes.

Do que trata a peça? De situações-limite e dificuldades financeiras da classe artística. Já atuei em mais de quinze montagens e no filme mais visto do país, fui o cara da Raspadinha, da Intelig, e ainda assim não sei quanto vou ganhar no próximo mês.

Mas você insiste na profissão... Se dependesse da minha mãe, eu já teria desistido.

Enfim, a carreira agora vai engrenar? Estou esperançoso com a peça. E fui chamado pelo José Wilker para fazer um atendente de boteco em seu novo filme. Sabe como é, personagem pequeno...

Fonte: VEJA RIO