DIVERSÃO

Surfe na beira

Com campeonato na Praia da Macumba, o skimboard mostra que já conquistou seu espaço na orla carioca

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

skim-3.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

No próximo sábado (26), a partir das 9h, a elite do skimboard nacional se reunirá na Praia da Macumba para definir quem é o rei do esporte na segunda edição do King of Skim, campeonato disputado pelos 36 melhores skimmers ? como são chamados os praticantes da modalidade ? nacionais, além de convidados internacionais. Com um formato diferente, em que, no final, são os próprios competidores que escolhem o campeão da disputa, o King Of Skim terá um dia inteiro de atrações na Praia da Macumba, que incluem promoções e uma sunset party para festejar o vencedor (veja mais informações no site).

O skimboard está no Brasil desde a década de 70, mas há pouco tempo ganhou espaço no país e no Rio de Janeiro. O esporte consiste em correr em direção ao mar, jogar a prancha no chão e, rapidamente, pular em cima dela, deslizando em direção à onda. Os praticantes têm, em geral, entre 15 e 20 anos e a maioria começou no surfe e no skate, isso porque as manobras do skim são uma mistura das realizadas nos dois esportes. Como o esporte é praticado na beira do mar, não há perigo e qualquer um pode arriscar umas manobras.

Animou para deslizar na pranchinha e pegar umas ondas na beira do mar? Então veja nossas dicas para começar no esporte.

Como começar

Como qualquer esporte com prancha, seja ele o surfe, o skate ou o skimboard, o primeiro passo para ter alguma alguma evolução é aprender a se equilibrar em cima dela. No skim, é preciso correr o mais rápido possível, jogar a prancha na areia molhada com cerca de dois centímetros de água e, quando começar a deslizar, pisar nela. O ideal é não dar um pulo muito brusco, pois haverá mais chances de se cair logo em seguida. Use roupa de borracha ou camisa de lycra para evitar eventuais escoriações. O importante é não desistir logo nas primeiras quedas.

Superado este passo e com o equilíbrio já estabelecido, a primeira manobra a ser aprendida é a backside wrap, que corresponde à curva que a prancha faz quando o skimmer consegue entrar na onda.

skim.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A praia perfeita

O Rio é conhecido pelas ótimas praias para o surfe e todos que praticam o esporte já sabem onde devem ir para encontra-las. No skimboard, os critérios utilizados para definir as melhores ondas são menos rígidos e ele pode ser praticado em diversos locais, já que o que importa é o movimento na beira da água. No entanto, se você quiser treinar umas manobras mais radicais, quanto mais próximo da areia as ondas quebrarem, melhor. Os lugares mais propícios para isso na orla carioca são Leblon, Ipanema, Macumba e Recreio.

Pranchas

As primeiras pranchas de skimboard eram chamadas de Sonrisal, já que tinham formato redondo e pequeno. Depois vieram pranchas de madeira e, hoje, elas já são mais leves e feitas de epoxi, o mesmo material das pranchas de surfe.

O formato da prancha de skimboard, é parecido com o das de surfe, mas com metade do tamanho e do peso (cerca de 1,5m e 1,4kg) e sem quilhas. As pranchas custam a partir de R$ 400 e as especificações variam de acordo com o atleta, laém do tipo de onda a ser surfada.

Veja alguns lugares onde é possível comprar pranchas de skimboard no Rio:

The Bar Surfshop: Rua Francisco Otaviano, 67, loja G, Galeria River, Arpoador. Tel. 2523-2117.

Boards Co.: Rua Francisco Otaviano 67, Galeria River, Arpoador. Tel. 2287-8189 e 2287-6855. boardsco.com.br

Star Point: Avenida das Américas, 4 666, loja 114H, Barra Shoppin, Barra da Tijuca. Tel. 2431-9109

skim-2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO