Cidade

Sem-teto fazem nova tentativa de ocupar prédio vazio no Centro

Grupo tenta ocupar imóvel na Rua do Rezende, na Lapa

Por: Redação Veja Rio - Atualizado em

Edifício Hilton Santos
Reintegração de posse do Edifício Hilton Santos, no início do mês (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Após a terceira ocupação em menos de um mês, um grupo de sem-teto concordou em deixar um imóvel abandonado na região central do Rio por volta do meio-dia desta terça-feira, 28. Cerca de 50 pessoas invadiram o prédio de três andares na Rua do Rezende, na Lapa, no último sábado, 25, após passarem cerca de dois dias acampadas com colchões e pedaços de papelão na Praça da Cruz Vermelha, também na Lapa.

No dia 23 de abril, os sem-teto tentaram entrar em um imóvel pertencente ao governo federal na Rua Venezuela, no centro, mas foram impedidos pela Polícia Militar. O grupo passou cerca de 10 dias acampado na Cinelândia, no centro, após ser despejado do Edifício Hilton Santos, no Flamengo, no dia 14. Cerca de 300 pessoas ocuparam durante uma semana o imóvel, antiga sede do Clube de Regatas do Flamengo e arrendado pelo empresário Eike Batista para a construção de um hotel.

A situação dos sem-teto segue indefinida mesmo após a Defensoria Pública do Estado e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social terem feito um mutirão de cadastramento do grupo. O objetivo era identificar se os sem-teto já recebem benefícios sociais como Bolsa Família e Aluguel Social, ou se já estão cadastrados em outros programas habitacionais.

Foram cadastradas 202 pessoas, das quais a maioria tem entre 39 e 59 anos. A Prefeitura também ofereceu 130 vagas em um abrigo em Santa Cruz (zona oeste), que foram recusadas pelo grupo.

Fonte: Estadão Conteúdo