DIVERSÃO

Rio para bibliófilos

Um roteiro de lugares para quem é apaixonado por literatura no Rio. Tome nota, relaxe e vá ler um livro

Por: Louise Peres - Atualizado em

cidade2.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Os cariocas reconhecem o prazer de um bom livro. Na praia, no parque ou nos banquinhos do calçadão, há sempre um espaço para entregar-se a uma boa história. Nos dias mais amenos e chuvosos da meia-estação, no entanto, outros tantos lugares da cidade podem servir de refúgio para os amantes da literatura. Pensando nessas ocasiões, VEJA RIO dedicou-se a listar uma seleção de livrarias e bibliotecas cariocas onde os amantes das letras poderão, além de pesquisar e encontrar uma ampla variedade de títulos, sentar e mergulhar na leitura. Confira abaixo a lista.

Sentiu falta de algum dos seus lugares favoritos? Opine nos comentários!

LIVRARIAS

Livraria Arlequim

arlequim-divulgacao.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A visita à livraria situada no prédio histórico do Paço Imperial é um bem-vindo intervalo na agenda de quem circula pela movimentada região da Praça XV. Destaca-se pelo catálogo variado: há desde lançamentos até raridades e seções temáticas. A estante Rio de Janeiro, por exemplo, é dedicada aos assuntos cariocas: livros de arquitetura, fotografia, história, arte; poesias, crônicas e romances, entre outros. Além de literatura nacional e internacional e de uma vasta seleção de discos e filmes, abriga um charmoso bistrô com bebidas variadas, cafés, lanches e cardápio de almoço.

Praça XV de Novembro, 48, Loja 1 ? Centro, tel. 2220-8471/2524-7242. Segunda a sexta, de 10h às 20h. Sábado, de 10h às 18h.

Livraria da Travessa

Desde sua primeira unidade, aberta em Ipanema em 1975 sob a alcunha de Muro, a livraria faz parte do cotidiano dos cariocas ávidos por leitura. Ao todo, são sete unidades na cidade: três no Centro, Leblon, Ipanema, Barra e a mais recente, aberta em Botafogo.

Barra Shopping. Avenida das Américas, 4.666 - nível Américas loja 220, tel. 2430-8100. Shopping Leblon. Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon, tel. 3138-9600. Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 572 - Ipanema, tel. 3205-9002. Botafogo. Rua Voluntários da Patria, 97 ? Botafogo. Centro ? Rio Branco. Avenida Rio Branco, 44 - Centro, tel. 2519-9000. Centro ? CCBB. Rua Primeiro de Março, 66 - Centro, tel. 3808-2066. Centro ? 7 de Setembro. Rua 7 de Setembro, 54- Centro, tel. 3231-8015.

Livraria Argumento

argumento-fernando-lemos.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O endereço favorito do escritor Manoel Carlos é praticamente um ponto turístico do Leblon. Ocupando um ponto privilegiado na badalada Dias Ferreira, a livraria é ampla e abriga uma excelente seleção de títulos. O café nos fundos é um convite a uma pausa para a leitura. Em 2000, foi aberta também uma filial na Barra, no Rio Design.

Leblon. Rua Dias Ferreira, 417 ? Leblon, tel. 2239-5294. Barra. Avenida das Américas, 7777, lojas 326 A a 330 A, Barra, tel. 2438-7644

Livraria Cultura

dentro2.jpg
Com 3 200 metros quadrados, o projeto arquitetônico assinado por Fernando Brandão interliga os quatro andares com uma rampa espiralada e rodeada por livros. (Foto: Redação Veja rio)

Aberta em setembro de 2011, a primeira filial da rede paulista no Rio já desbancou as concorrentes em disputa realizada por VEJA RIO e foi eleita a melhor livraria da cidade. Dois anos depois, os trunfos que lhe deram o título permanecem lá: um ambiente agradável, com poltronas para leitura, intensa programação infantil e vasta oferta de livros estrangeiros, didáticos, infantis, técnicos, de arte e de editoras independentes. Espaços temáticos são um diferencial da unidade Centro, que com quatro andares e 3 200 metros quadrados, ocupa o espaço do antigo Cine Vitória, na Cinelândia. Um deles é o Geek.Etc.Br , cujo acervo reúne mais de 7 000 produtos como games , livros, HQs, RPG, e totens para experimentação de jogos.

Fashion Mall. Estrada da Gávea, 899, Gávea, tel. 2730-9099.

Cine Vitória. Rua Senador Dantas, 45, Centro, tel. 3916-2600.

Livraria Saraiva

São quatorze unidades espalhadas pelos quatro cantos do Rio. Por tratar-se de uma grande rede, os espaços são um tanto padronizados. Os benefícios são uma enorme seleção de títulos, discos e filmes, além de uma intensa programação cultural para crianças e adultos. Destaca-se na agenda o Clube do Livro, que acontece periodicamente na unidade RioSul, e reúne apaixonados por literatura para debater obras e autores previamente selecionados.

RioSul. Rua Lauro Muller, 116, 3º piso, Botafogo, tel. 2543-7002. Ouvidor. Rua do Ouvidor, 98A ? Centro, tel. 2507-9500. Outros endereços em http://www.livrariasaraiva.com.br/nossas-lojas/

FNAC

Além de discos, aparelhos eletrônicos, dvds e blu-rays, as inúmeras prateleiras da megastore abrigam uma diversificada seleção literária. Completam o ambiente as poltronas espalhadas pela loja, onde é possível sentar e folhear os títulos disponíveis.

Avenida das Américas, 4666, lojas 101 a 114 B, Barra, BarraShopping, tel. 2109-2000.

BIBLIOTECAS

Biblioteca Nacional

É a maior biblioteca de toda a América Latina. Junto com a chegada da Família Real ao Brasil, em 1808, vieram para o país 60.000 títulos, que deram origem à Real Biblioteca, primeiro nome da instituição. Hoje, são nada menos que dez milhões de itens, entre livros, manuscritos, documentos, jornais e fotografias, que colocam a Nacional entre as sete maiores de todo o planeta. Entre as raridades estão uma gramatica de Língua Portuguesa datada de 1539 e as partituras originais da ópera O Guarani, de Carlos Gomes.

Avenida Rio Branco, 219, tel. 3095-3879.

Biblioteca Pública do Estado

Fotos Fernando lemos
Fotos Fernando lemos (Foto: Redação Veja rio)

Reaberta após quatro anos de obras, recebeu investimento de 71 milhões de reais, empregados para transformá-la em um espaço moderno, completamente sustentável e repleto de atrações literárias para o público carioca. Dispostos por dois andares mais o subsolo estão 200?000 livros e 3 milhões de músicas, além de laboratórios para produção de textos e quadrinhos, auditório com capacidade para noventa pessoas e teatro para 240, nove cabines para exibição de filmes, estúdios de gravação, área infantil com brinquedos e jogos, 200 computadores com internet, uma filial da Livraria da Travessa, café e restaurante.

Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro, tel. 2333-1390.

Centro Cultural Banco do Brasil

Aberta após uma reforma que consumiu 3,5 milhões de reais, conta com 2.200 metros quadrados e um acervo com 130.000 volumes. Entre as atrações está a seção infanto-juvenil, com 4.000 títulos para os pequenos. Moderna, possui 150 títulos em audiobooks, entre eles uma coleção sobre música clássica da prestigiada publicação inglesa BBC.

Rua Primeiro de Março, 66, Centro, tel. 3808-2020.

Paço Imperial

Instalada logo no primeiro andar do prédio de 1743, a biblioteca Paulo Santos foi formada pelo historiador de arquitetura de mesmo nome. Por isso, conta com um acervo de 9.000 volumes e 200 títulos de publicações periódicas de arquitetura e artes de diversos países, sendo predominante os livros especializados nos estilos lusos e brasileiros.

Praça XV de Novembro, 48, Centro, tel. 2533-4207.

Fundação Oswaldo Cruz

No interior do castelo de Manguinhos, na Zona Norte carioca, a biblioteca abriga livros de ciências biomédicas, muitos deles originais e usados no início do século XX. Era ali que Oswaldo Cruz e outros pesquisadores se encontravam para discutir seus estudos e descobertas.

Avenida Brasil, 4365, campus da Fiocruz em Manguinhos (passarela 6 da via expressa). Informações e agendamento: 2590-6747.

Casa de Leitura

Sede do PROLER (Programa Nacional de Incentivo à Leitura), a casa fica em um edifício histórico no bairro de Laranjeiras. Entre as grandes atrações estão uma seção de livros dedicados às crianças e outra de literatura juvenil e adulta.Também é possível participar dos cursos da instituição (confira a agenda do mês de novembro aqui), entre eles aulas sobre a literatura africana e infantil.

Rua Pereira da Silva, 86, Laranjeiras, tel. 2557-7437.

Real Gabinete Português de Leitura

Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Fundado em 1837 por um grupo de 43 imigrantes portugueses, a biblioteca tinha como objetivo prover cultura aos europeus residentes por aqui. Ao longo de seus 175 anos de existência, o gabinete reuniu em suas galerias cerca de 350 000 títulos, um tesouro à disposição dos cariocas. Aberto ao público desde 1900, tem relíquias guardadas como a obra Ordenações de Dom Manuel, de Jacob Cromberger, escrita em 1521.

Rua Luís de Camões, 30, Centro, tel. 2221-3138.

Fonte: VEJA RIO