EXPOSIÇÕES

Em rede nacional

Atração na Caixa Cultural a partir de terça (14), mostra reúne cinquenta modelos do leito, típico de diversas regiões do país

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

Guilherme Isnard
(Foto: Redação Veja rio)

Batizada em língua portuguesa por Pero Vaz de Caminha (1450-1500), devido à semelhança de suas malhas com o utensílio homônimo usado para pesca, a rede (sim, aquela de descanso) é o tema de uma inusitada mostra em cartaz na Caixa Cultural a partir de terça (14). Com curadoria de Denise Mattar e consultoria do pesquisador alemão Joseph Köpf, autor de um livro sobre o assunto, No Balanço da Rede traz cinquenta modelos. O panorama apresenta desde versões mais primitivas, de origem indígena, como a hamaka, tramada em fibras de tucum, buriti ou carnaúba, até peças mais sofisticadas e contemporâneas, com varandas de crochê ou bordadas. Na exposição, com cenografia de Guilherme Isnard, o artefato aparece entre plantas e objetos de arte popular, a exemplo de esculturas assinadas pelos artistas Resendio e Roberto de Almeida.

Caixa Cultural ? Galeria 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980 -3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 23 de fevereiro. A partir de terça (14). www.caixacultural.com.br.

Fonte: VEJA RIO