COTIDIANO

Projeto dá visibilidade à comunidade no mundo digital

Desenvolvido em parceria com o AfroReggae, projeto Tá no Mapa! marca pontos comerciais e de serviços dentro da comunidade para buscas na internet

- Atualizado em

parada-lucas.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Um projeto com a proposta de inserir as comunidades do Rio no mundo digital e nos mapas oficiais da cidade promete promover uma mudança na realidade dos seus moradores. Idealizado por uma parceria entre o grupo AfroReggae e a JWT, o projeto Tá no Mapa! faz um mapeamento digital destacando pontos comerciais e de serviços nestas áreas, fazendo com que locais até então inexistentes nos mapas da internet sejam vistos por sistemas de busca da internet, o que aumenta a visibilidade e a cidadania das áreas carentes do Rio.

A comunidade Parada de Lucas, localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro, com cerca de 20 mil moradores, é a primeira a ter o projeto implementado. O objetivo é que ele seja expandido e abranja todas as outras regiões em que o AfroReggae tem sedes. Assim, o trabalho poderá oferecer melhorias a uma população aproximada de 116 mil pessoas, entre seis comunidades só no Rio de Janeiro, onde vive uma média de 20% da população do estado. Hoje, as favelas brasileiras aparecem nas plantas digitais metropolitanas apenas como um espaço em branco.

A expectativa é de que, além da visibilidade e da inserção no mundo digital, o projeto também possibilite o crescimento do mercado local e o acesso dos moradores a serviços públicos. Além dos profissionais especializados, a implantação do Tá no Mapa! em Parada de Lucas contou ainda com a participação de vinte alunos do curso de capacitação digital do AfroReggae, chamado de 8ao80, e moradores da comunidade. A ideia é que a iniciativa seja levado também a outras áreas de cidades brasileiras que hoje não têm reconhecimento oficial.

ta-no-mapa.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO