Crescimento econômico

Todo mundo na rua

Ceder lugar para os pedestres e limitar a circulação de carros em algumas áreas da cidade é a receita para melhor qualidade de vida

Por: - Atualizado em

Divulgação - Secretaria de Transportes
(Foto: Redação Veja rio)

O Rio foi, com o passar do tempo, perdendo lugar para as pessoas. Buscando devolver algumas ruas e espaços públicos para a população, a prefeitura da cidade tem desenvolvido projetos que prometem melhorar a qualidade do ar e recuperar um pouco da autoestima da Cidade Maravilhosa.

Com licitação prevista para o final desse ano, o projeto de urbanização da Avenida Rio Branco vai dar cara nova ao Centro. Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Obras, a proposta é transformar o trecho da via entre as avenidas Nilo Peçanha e Presidente Wilson em um grande parque urbano, com cerca de 700 metros de extensão e prioridade aos pedestres. A obra terá prazo de execução de dois anos e terá um investimento de R$ 84,6 milhões.

"Com a revitalização, esse trecho será transformado em um boulevard, voltado para o lazer e a integração dos cariocas, com passeios, paisagismo e bicicletários e projetos de iluminação. Ao mesmo tempo, vamos valorizar os pontos históricos, que ganharão mais destaque sem disputar a atenção com o trânsito, já que a via também terá futuramente a instalação de VLT para atender a demanda local", explica Alexandre Pinto, Secretário Municipal de Obras.

Coração do Rio de Janeiro, sempre movimentada e cheia de vida, a nova Avenida Rio Branco será elevada para o nível das calçadas e liberada aos pedestres. A paginação de piso será feita em três cores de granito: branco, cinza e vermelho, criando uma nova identidade para a avenida. Os passeios junto aos edifícios de importância histórica e cultural receberão pavimentação em pedra portuguesa, com a manutenção dos mosaicos originais.

Clique para conferir a galeria de fotos

Pessoas no coração de NY

Há quatro anos, em busca de mais segurança, redução de congestionamento e qualidade do ar, o programa Green Light for Midtown deu início a uma série de mudanças para fechar algumas ruas de Nova Iorque para o tráfego de carros. O piloto aconteceu na Broadway, centro da cultura americana, e criou novas áreas de pedestres na Times Square e Herald Square, além de melhorias no corredor entre Columbus Circle e Madison Square.

Segundo o Departamento de Transportes de Nova York, quase 400 mil pessoas circulam pela Times Square diariamente. O resultado da mudança, que transformou o local antes tomado pelo trânsito caótico em uma agitada praça pública, não poderia ser melhor:

? Acidentes com motoristas e passageiros caíram 63% e 35% com pedestres

? 74% dos novaiorquinos acham que a mudança foi para melhor

? O número de pessoas caminhando por esses locais aumentou em quase 10%

Fechado para carros

Durante os fins de semana, cerca de 1.200 ruas da cidade são fechadas para os carros e se transformam em área de lazer. Encontre a mais próxima de você e divirta-se!

Fonte: VEJA RIO