SUSTENTABILIDADE

A programação da Rio+20 nesta sexta (22)

No último dia da conferência das Nações Unidas, veja os melhores eventos que acontecem no Rio, entre peças, mostras e oficinas

- Atualizado em

Alexandre Macieira/Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Aqualume. Projeções de curtas sobre o meio ambiente são feitas em um espelho d'água com 600 metros quadrados, na Lagoa Rodrigo de Freitas. Nesta sexta (22), partir das 19h, haverá shows de mágica no espaço. A programação também conta com apresentação do violonista, cantor e compositor Matheus Von Krueger. Veja a programação completa aqui.

Onde: Parque Cantagalo, Lagoa. Das 19h às 23h.

Brasil Cerrado. O artista goiano Siron Franco exibe no Museu de Arte Moderna sua videoinstalação sensorial, que leva o visitante a conhecer a fauna e a flora do Cerrado. Em uma das salas, o espectador pode observar a projeção de uma cachoeira, enquanto sente o cheiro de terra molhada e ouve o barulho da água caindo.

Onde: Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, tel. 2240-4944. Terça a sexta, 11h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 19h. Grátis.

Cúpula dos Povos. Maior evento paralelo à Rio+20, encerra suas atividades nesta sexta (22). À disposição, cinco tendas armadas com capacidade para receber até 800 pessoas. A programação no Palco Menor começa às 10h, com a peça Valentim: o menino Verdedo. No Anfiteatro acontece, às 19h, 19h, sessão de poesia Cairo e Denizis Trindade. Às 20h15, acontece a noitada Baile da Convulsão. Confira aqui a programação completa.

Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Drive-in Rio. No Armazém 6 do Cais do Porto, a instalação reúne 16 carros, que são iluminados por 20 projetores. Em meio ao cenario composto por automóveis destruídos após acidentes acontecem performances de artistas dinamarqueses e brasileiros, entre eles Bayard Tonelli (ex-Dzi Croquettes), que vai recitar poesias.

Onde: Avenida Rodrigues Alves, s/n, Centro, tel. 2516-4893. Estacionamento em frente. De 13 a 22 de junho, às 21h. Grátis.

Galpão da Cidadania. Na Zona Portuária, o espaço funciona até essa sexta (33) e tem como objetivo mostrar a cultura brasileira. No espaço há apresentações musicais, exposições, oficinas, mostras de audiovisual e de gastronomia com enfoque na sustentabilidade.

Onde: Rua Barão de Tefé, 75.

Riotur
(Foto: Redação Veja rio)

Havana Café. No Armazém 6, no Cais do Porto, é encenado o musical que retrata os cabarés alemãs na década de 1920. Com doze atores e três músicos, o espetáculo tem texto de Bertolt Bretch e canções de rumba e bolero, entre outros ritmos.

Onde: Avenida Rodrigues Alves, s/n, Centro, tel. 2516-4893 Estacionamento em frente. De 13 a 22 de junho, às 19h. Grátis. Retirada de senha uma hora antes.

Humanidade 2012. Nesta sexta (22), chega ao fim o evento mais popular da Rio+20. Às 17h está marcado um encontro com o psicanalista Chaim Katz. Às 18h, uma apresentação do Cordão do Boitatá no Jardim dos Encontros e, às 19h30, show com o cantor Zeca Pagodinho. Para conferir o sambista é preciso pegar senha, que começa a

ser distribuída às 18h. Além disso, cenários desenvolvidos pelo cenógrafa Bia Lessa mostram o impacto ambiental das atividades humanas e, no terraço, a vista panorâmica da Praia de Copacabana é de tirar o fôlego.

Onde: Forte de Copacabana, de 12 a 22 de junho. 10h às 21h (última entrada do público às 19h30). Grátis.

Píer Mauá. No Armazém 4, a mostra foi dividida em três partes, que englobam biodiversidade, a popularização da ciência e os biomas brasileiros. Em um dos ambientes foi feita decoração com materiais descatados, enquanto em outro expaço experimentos ensinam sobre o magnetismo na Terra. Já a exposição Antropia: os reflexos da ação do ser humano no meio ambiente apresenta os principais problemas e dificuldades enfrentados pelo Brasil decorrentes das mudanças climáticas que já estão em andamento.

Onde: Avenida Rodrigues Alves, Armazém 4, Píer Mauá. Até o dia 22, das 9h às 19h.

Projeto Paisagem. Instalação do artista plástico Vik Muniz reproduz a Enseada de Botafogo vista do Mirante Dona Marta. Vik monta a obra em tempo real e conta com a ajuda do público para completar o desenho.

Onde: Aterro do Flamengo, até sexta (22), das 11h às 17h.

Fonte: VEJA RIO