DIVERSÃO

Os imperdíveis do Festival do Rio

Quinze fitas que você não pode perder, em cartaz a partir de quinta (27) nas salas da cidade. Confira as indicações dos críticos Marcelo Janot e Pedro Butcher e do produtor Cavi Borges, pegue a pipoca e bom filme!

Por: Louise Peres - Atualizado em

eden.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fica difícil escolher o que assistir quando 427 filmes se espalham por 29 telas da cidade durante um período de apenas duas semanas. Na edição 2012 do Festival do Rio, o carioca tem a sua disposição um número recorde de fitas em cartaz, produzidas em 60 países. Depois de conferir o encarte da maratona e eleger os seus favoritos, leve ainda em conta a opinião de três profissionais da sétima arte consultados por VEJA Rio: o produtor Cavi Borges, da locadora e produtora Cavídeo, e os críticos de cinema Marcelo Janot e Pedro Butcher. O trio, que já assistiu a várias produções que só agora chegam ao Rio, aponta o que você não pode perder nesta temporada. Além de destaques nacionais que competem na Première Brasil, também figuram na seleção os últimos sucessos dos festivais de Cannes e Veneza e filmes antigos, relíquias que dificilmente poderão ser vistos novamente na telona.

O Festival do Rio vai de quinta (27) até 11 de outubro. Prepare a lista, compre os ingressos e divirta-se!

ÉDEN, de Bruno Safadi

Competindo na Première Brasil, o longa de ficção tem Leandra Leal no papel de uma mulher grávida que perde o marido assassinado e é salva por um pastor de igreja evangélica. "É o último filme de um dos grandes diretores que estão aparecendo na nova geração do cinema nacional", aposta Cavi Borges.

Mostra Première Brasil. Com Leandra Leal, João Miguel, Julio Andrade, André Ramiro e Cristina Lago. Brasil, 2012. 73min. Rio de Janeiro, 2012. 12 anos.

ELENA, de Andrey Zvyagintsev

Do mesmo diretor de "O Retorno", o filme venceu o prêmio especial do júri no Festival de Cannes 2011. "Tem uma atmosfera interessante, especialmente na maneira como coloca os contrastes entre a nova vida de Elena e a de sua família. Belíssimas fotografia e música de Phillip Glass", opina Marcelo Janot.

Mostra Panorama do Cinema Mundial. Com Andrey Smirnov, Nadezhda Markina, Elena Lyadova, Alexey Rozin, Evgenia Konushkina. Rússia, 2011. 109min. 14 anos.

elena.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

ELES VIVEM, de John Carpenter

O filme conta a história de um operário desempregado em Los Angeles que, ao encontrar um óculos especial, enxerga o mundo como ele realmente é: na verdade, alguns humanos são alienígenas infiltrados, e a população obedece a mensagens subliminares. "É um dos mais divertidos da mostra John Carpenter, é pra mim a obra-prima dele", afirma Pedro Butcher.

Mostra John Carpenter. Com Roddy Piper, Keith David, Meg Foster. Estados Unidos, 1988. 93min. 16 anos.

eles-vivem.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
HOLY MOTORS, de Leos Carax.

Um homem que alterna vidas e viaja, acompanhado de uma mulher, com seu enorme carros pelos arredores de Paris. Dois dos três especialistas consultados concordam: o novo filme de Leos Carax merece ser visto. "Sem filmar desde ?Pola X?, de 1999, Carax fez o filme mais comentado - e para muitos, incompreendido - do Festival de Cannes desse ano", afirma Janot. "É sensacional. Bem esquisito, mas muito bacana", garante Butcher.

Mostra Panorama do Cinema Mundial. Com Denis Lavant, Kylie Minogue, Eva Mendes, Michel Piccoli, Edith Scob. França, 2012. 115min. 16 anos.

holy-motors.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

JERRY LEWIS - LOUCURA E MÉTODO, de Gregg Barson.

O documentário sobre Jerry Lewis, segundo Pedro Butcher, tem cara de extras de dvd. "Mas é bem melhor que isso. É um mergulho no processo de criação dele", diz o crítico. Em cena, aparecem as inovações técnicas e equipamentos desenvolvidos por Lewis para que o próprio conseguisse se autodirigir.

Mostra Filme Doc. Com Jerry Lewis, Steven Spielberg, Quentin Tarantino, Ed Murphy, Carol Burnett, Alec Baldwin. Estados Unidos, 2011. 116min. 12 anos.

jerry-lewis.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
MARINA ABRAMOVIC - ARTISTA PRESENTE, de Matthew Akers

Prêmio do público de melhor documentário no Panorama Berlim deste ano, o filme mostra o processo de criação da performance organizada pela artista como parte de uma mostra sobre sua carreira no MoMa, em 2010. "É um filme que eu quero muito ver", diz Cavi Borges.

Mostra Itinerários Únicos. Com Marina Abramovic, Ulay. Estados Unidos, 2011. 106min. 14 anos.

NÓS E EU, de Michel Gondry

Marcelo Janot e Cavi Borges compartilham a mesma expectativa pelo novo filme do diretor francês. "Sempre dá pra esperar algo diferente dele", diz Janot sobre Gondry, que assinou sucessos como "Rebobine por favor" e "Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças".

Mostra Panorama do Cinema Mundial. Com Michael Brodie, Teresa Rivera, Raymond Delgado, Jonathon Ortiz. Reino Unido / Estados Unidos, 2012. 103min. 12 anos.

nos-e-eu.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
QUARTO 237 - TEORIAS LOUCAS SOBRE "O ILUMINADO", de Rodney Ascher

O documentário traz pessoas contando suas teorias loucas sobre um dos maiores clássicos do cinema de horror da história: Iluminado, de Stanley Kubrick. "É um barato", garante Butcher. O filme foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e para o Sundance Film Festival.

Mostra Midnight Movies. Estados Unidos, 2012. 104min. 12 anos.

O SOM AO REDOR, de Kleber Mendonça Filho

Diretor de curtas premiados, o diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho faz sua estreia em longas de ficção com o filme, que compete na mostra Première Brasil. "É um dos poucos da competição que já circularam por outros festivais, e também um dos mais legais dessa nova onda pernambucana", diz Pedro Butcher. Também é uma das apostas de Cavi Borges. "O Kleber já tem alguns curtas premiados no currículo, e esse primeiro longa é uma grata surpresa", afirma.

Mostra Première Brasil. Com Irandhir Santos, Gustavo Jahn, Maeve Jinkings, W.J. Solha, Irma Brown. Brasil, 2012. 131min.

o-som-ao-redor.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

PLANETA SOLITÁRIO, de Julia LoktevTraz a história de um casal que parte em viagem por cenários intocados e paisagens impressionantes antes do casamento. É o segundo filme de Julia, que estreou com "Day Night Day Night". "É mais um nome promissor da nova geração do cinema independente americano", aposta Janot.

Mostra Expectativa 2012. Com Gael García Bernal, Hani Furstenberg, Bidzina Gujabidze. Estados Unidos / Alemanha, 2011. 113min. 12 anos.

planeta-solitario.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
POST TENEBRAS LUX, de Carlos Reygadas

O longa rendeu o prêmio de melhor diretor em Cannes ao mexicano Carlos Reygadas. "E ele já mostrou ser um dos grandes diretores da atualidade por obras-primas como ?Luz Silenciosa?", opina Marcelo Janot.

Mostra Première Latina. Com Adolfo Jimenez Castro, Nathalia Acevedo, Willebaldo Torres, Rut Reygadas, Eleazar Reygadas. México / França / Alemanha / Holanda, 2012. 120min.

SIMON KILLER, de Antonio Campos

Na mostra Panorama do Cinema Mundial, é o segundo filme do filho do jornalista brasileiro Lucas Mendes. "Ele estreou na direção de longas em 2008 com o ótimo ?Afterschool? e se tornou uma das maiores promessas do novo cinema americano", aposta Janot.

Mostra Panorama do Cinema Mundial. Com Brady Corbet, Mati Diop, Michaël Abiteboul, Alex Desjoux, Marc Gaviard. Estados Unidos, 2012. 106min. 18 anos.

simon-killer.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
TABU, de Miguel Gomes

Com o filme, o português Miguel Gomes conseguiu o prêmio da crítica em Berlim e, para Janot, se consolidou como um dos principais nomes do cinema português. "É uma produção que está sendo muito bem falada", completa Pedro Butcher.

Mostra Imagens de Portugal. Com Teresa Madruga, Laura Soveral, Ana Moreira, Carloto Cotta. Portugal / Alemanha / Brasil / França, 2012. 118min. 14 anos.

tabu.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

TWIXT 3-D, de Francis Ford Coppola

Selecionado para o Festival de Toronto 2011, o filme traz a história de um decadente escritor de terror que se vê envolto numa trama repleta de mistérios, crianças assassinadas e almas amaldiçoadas. "É uma coisa meio Edgar Allan Poe", define Pedro Butcher. Marcelo Janot lembra: os últimos filmes de Coppola não despertaram o interesse dos distribuidores americanos e demoraram a chegar aqui. "Aproveite, pois pode ser a única chance de vê-lo", diz ele.

Panorama do Cinema Mundial. 14 anos. Com Val Kilmer, Bruce Dern, Ben Chaplin, Elle Fanning. Estados Unidos, 2011. 84min.

twixt.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

WOODY ALLEN: UM DOCUMENTÁRIO, de Robert B. Weide

Penelope Cruz, Scarlet Johansson, Diane Keaton e outras estrelas do cinema se revezam em depoimentos sobre o excêntrico cineasta, que pela primeira vez aceitou ser retratado de perto em um documentário. O início da carreira, como roteirista de TV, e o oscar de melhor diretor por Noivo Neurótica, Noiva Nervosa (1978), também estão ali. Aos fãs do mestre, outros motivos não são necessários. "Woody Allen na intimidade? Promete", diz Janot.

Mostra Filme Doc. Com Woody Allen, Penélope Cruz, Scarlett Johansson, Diane Keaton, Owen Wilson, Sean Penn. Estados Unidos, 2011. 108min.

woody-allen.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO