EDIÇÃO DA SEMANA

Mundo Animal

Por: Letícia Pimenta - Atualizado em

mundo-animal-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Perigo de grão em grão

Sabe-se lá por quê, a semente de girassol há muito é a principal fonte de alimentação dos papagaios de estimação. Aos donos que insistem nessa dieta única, um alerta: por ser rico em óleo, o grão só deve ser ingerido pela ave duas vezes por semana. Caso contrário, a expectativa de vida do bichinho pode cair para quinze anos, quatro vezes menos que o normal. "O ideal é que a semente seja apenas uma recompensa para quando, por exemplo, o papagaio falar uma nova palavra ", diz o veterinário André Sena Maia. A alimentação ideal deve ser composta de ração específica, vegetais escuros (brócolis, couve), cenoura, beterraba e frutas, com exceção de morango e abacate.

mundo-animal-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
mundo-animal-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Espante o frio

Toda mudança de estação interfere no organismo do pet. Com a proximidade do inverno, que começa no dia 21, a tendência é de queda acentuada na temperatura. Veja as precauções que os donos devem ter, segundo o veterinário Carlos Alberto Müller.

? Evite colocar o cão em piso frio e desprotegido do vento.

? Se o bicho dormir no quintal, ponha um estrado no chão.

? Vacine os animais idosos.

? Totós pequenos e de pelagem curta devem usar agasalhos.

? Não faça tosa nesse período.

? Para cães não obesos, aumente a porção de alimento, pois eles vão precisar de calorias extras.

mundo-animal-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Cadê o totó?

Aquelas plaquetas na coleira que trazem os contatos do dono ganharam uma versão hi-tech. A empresa virtual Cão Fácil desenvolveu um sistema de rastreamento para localizar totós perdidos pelo Brasil. Por R$ 19,90, o cliente cadastra o cachorro no site e recebe uma medalha com um código QR. Em caso de sumiço do bicho, qualquer pessoa munida de um celular pode obter no leitor digital as informações sobre o proprietário. "O retorno dos animais chega a 80%", afirma o empresário Ariel Costa.

Fonte: VEJA RIO