EDIÇÃO DA SEMANA

Mundo Animal

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

mundo-animal-01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Drama do "Pit Fish"

Eles são bonitos, coloridos e muito brigões. Mas nem por isso os peixes-beta devem ficar confinados em recipientes minúsculos, como normalmente ocorre. O aquário adequado deve ter a capacidade mínina de 2 litros e ser desprovido de enfeites. "Se o peixe não conseguir abrir suas frágeis nadadeiras e se locomover, ficará deprimido e infeliz", alerta o veterinário Felipe Facklam. Outra recomendação é para evitar o uso de bombas de ar, sob o risco de estressar os "pit fishes". Deposite apenas cascalho próprio para aquário e utilize um filtro externo para manter a qualidade da água, que deve ficar com a temperatura entre 25 e 30 graus.

cartoonbank.com
(Foto: Redação Veja rio)
mundo-animal-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

POTES DE DESIGN

Após as rações ficarem mais elaboradas, chegou a vez de os potes onde elas são servidas ganharem sofisticação. Algumas conceituadas grifes da cidade vêm lançando recipientes que primam pelo estilo. A Balisun Decoração trouxe da Índia um comedouro para pets feito de madeira balinesa (R$ 89,00). Já o LZ Studio oferece divertidas peças de design (na foto ao lado), a partir de R$ 418,00. Na Elle et Lui Home também está à venda um vasilhame de metal para guardar ração (R$ 159,00) que é puro requinte na refeição.

Palavra de especialista

Tenho dois gatinhos, que às vezes ronronam sem parar. Isso é normal ou devo me preocupar? Mônica Vitória Mendes, dona da Íris e do Odin

O ronronado nada mais é do que o ar passando pela laringe e causando a vibração das cordas vocais do animal. Segundo a veterinária Heloísa Justen, isso acontece quando ele é acariciado ou está relaxado demais. Entretanto, o ruído prolongado pode ser uma advertência de que o bicho está com alguma doença. É necessário prestar atenção em alguns sinais, como se ele está comendo bem, se não perdeu peso nos últimos dias ou se tem ficado deitado por muito tempo. Ao notar qualquer um desses sintomas, não perca tempo e procure um profissional especializado.

mundo-animal-04.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Fonte: VEJA RIO