CIDADE

A vida começa aos 450

O Rio já se prepara para a comemoração de um aniversário histórico, com sugestões da população

Por: - Atualizado em

Jacob/CPDoc JB
(Foto: Redação Veja rio)

Em pouco tempo, uma grande festa tomará conta do Rio de Janeiro. O ano de 2015 marca o 450° aniversário da cidade, e os preparativos já começaram. Acaba de ser criado um comitê organizador que recebeu, até agora, mais de 700 sugestões de comemoração dos cariocas. A ideia é promover várias iniciativas inspiradas nos desejos da população e tem tudo para ser um divisor de águas na história do município que foi capital da colônia, do Império e da República - e ter efeito similar ao que teve, há meio século, a comemoração do IV Centenário. Os festejos de 1965 inspiraram o trabalho do Comitê Rio 450, formado pela Prefeitura, na concepção do projeto e no entusiasmo que o trabalho conseguiu criar na população, fazendo com que todos saíssem de casa e se sentissem parte da grande festa.

José Antonio/CPDoc JB
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1965, as ruas estavam enfeitadas: a Avenida Presidente Vargas ganhou 70 estandartes de 15 metros de altura com reproduções de Debret. Desfiles aconteciam dia e noite em praça pública. Houve um concurso de Miss do IV Centenário que lotou o Maracanãzinho. No Carnaval daquele ano, todas as escolas de samba tiveram como tema os 400 anos, e a Acadêmicos do Salgueiro, sexta agremiação a desfilar na Candelária, foi campeã cantando o passado: "Bonde é motivo de saudade. Conduzia passageiros mascarados. Que sambavam e cantavam de verdade".

Jacob/CPDoc JB
(Foto: Redação Veja rio)

Mas o Rio olhava para o futuro, tentando superar a perda da capital para Brasília. Inspirado pelos novos ventos do estado da Guanabara - e pelo desejo do governador Carlos Lacerda de projetar-se para uma eleição presidencial que, com a prorrogação do mandato do marechal Castelo Branco, nunca aconteceu -, uma série de obras públicas, que se tornaram marcos na cidade, foi concluída, como o Aterro do Flamengo e os túneis Rebouças e Santa Bárbara. "O Rio queria se afirmar como Nova York, ou seja, ser uma capital do mundo, embora não do país", diz a historiadora Marly Silva da Motta, professora da Fundação Getúlio Vargas.

A escolha é sua

Até hoje, a marca do IV Centenário, desenhada pelo renomado Aloísio Magalhães, continua presente em diversos pontos da cidade, como em calçadas de Santa Teresa e do Rio Comprido e na bandeira de uma escola municipal em Bonsucesso. A criação do Comitê Rio 450 se torna ainda mais interessante por promover um concurso nacional para escolher a nova marca do aniversário. E também por incentivar o cidadão a pensar não apenas na festa - mas também na cidade que queremos ter no futuro.

E para você mandar uma sugestão de marca ou comemoração, visite o site www.rio450anos.com.br.

Com o Rio de braços abertos

Criado por Veja Rio, Com o Rio de Braços Abertos é um movimento que inspira as pessoas a fazer a sua parte pelo bem do Rio de Janeiro, para turistas e, acima de tudo, para o próprio carioca. Com patrocínio da Petrobras e da Prefeitura do Rio, a intenção é incentivar cada um a fazer sua parte para tornar a cidade melhor para todos. Nós amamos o Rio. Por isso, temos a responsabilidade de cuidar dele! De Braços Abertos, sempre. Saiba mais em www.bracosabertos.com.br.

Fonte: VEJA RIO