Porto Maravilha

Prefeitura inaugura último trecho do Circuito da Herança Africana

Rua Barão de São Félix e Largo do Depósito serão reabertos ao público amanhã

Por: Redação Veja Rio

Debret
Escravidão: circuito reúne pontos de importância histórica na região portuária (Foto: Reprodução)

Acontece neste sábado (30) a reinauguração da rua Barão de São Félix e do Largo do Depósito, na zona portuária. O evento marca a abertura ao público do último trecho do Circuito Histórico e Arqueológico da Celebração da Herança Africana.

+ Cais do Valongo pode se tornar Patrimônio da Humanidade

Criado por meio de um decreto municipal em 2011, o circuito é composto por seis pontos que tratam da história da escravidão nessa região da cidade. São eles: o Cais do Valongo e da Imperatriz (lugar de chegada dos escravos ao Brasil), o Cemitério dos Pretos Novos (exemplo do tratamento indigno que era dado aos restos mortais dos cativos), o Largo do Depósito (área onde os negros eram vendidos), o Jardim do Valongo (tentativa de apagar traços da escravidão), a Pedra do Sal (local de resistência, celebração e encontro) e o Centro Cultural José Bonifácio (ponto de referência de cultura negra).

+ Obras começam a ser entregues, mas carioca ainda conviverá com quebradeira

De acordo com nota divulgada pela prefeitura, o trecho restaurado se estende da rua Camerino à rua Senador Pompeu e mede 560 metros. Cerca de 100 profissionais participaram das obras, que implantaram 2 mil metros quadrados de calçada, mil metros de meio-fio em granito e 500 metros de pavimentação.

Fonte: VEJA RIO