Histórias Cariocas

Pichações a monumentos públicos crescem na cidade

Histórias e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

 

Cristo
(Foto: Daniel Coleho/Divulgação)

O ataque dos vândalos

A estatística das pichações em monumentos públicos até que vinha bem em 2015, com atos de vandalismo que podiam ser contados nos dedos. No início do mês, porém, abilolados rabiscaram parte dos Arcos da Lapa, que foi pintada de branco novamente, e os números referentes a esse crime voltaram a aumentar. No ano passado, pelas contas da Gerência de Monumentos e Chafarizes da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, 85 reparos foram feitos. Não é tarefa simples, envolvendo às vezes mais de um funcionário e horas de trabalho, como na faxina da escultura de Zumbi, na Avenida Presidente Vargas, no Centro, que não consegue passar seis meses sem os feios rabiscos.

Uma vitrine para Machado

livros
(Foto: Reprodução)

Com fotos cedidas pela Biblioteca Nacional, será aberta na próxima terça-feira (24) uma mostra gratuita sobre Machado de Assis na Central do Brasil, no Centro. Terão destaque os poemas do escritor, muitos deles com inspiração no Rio, acompanhados de imagens da cidade como ela era no fim do século XIX, início do XX. Está programada ainda uma performance da atriz Krika Silva, que vai percorrer a gare do metrô interpretando textos machadianos. Obras clássicas, como Dom Casmurro, estarão expostas, e dezenas de livros ficarão disponíveis para empréstimo aos leitores que forem cadastrados no projeto Biblioteca Estação Leitura. Por ali passam diariamente 100 000 pessoas.

Canção dentro de casa

Uma das músicas mais populares da banda Legião Urbana nos anos 80, Eduardo e Mônica, quem diria, virou ação de marketing. Uma marca de geladeiras e aparelhos de ar condicionado montou no BarraShopping uma casa de 120 metros quadrados com base na letra. Ela reconstrói a ambientação do quarto do Eduardo solteiro, mostra a cozinha após os dois juntarem trapinhos e idealiza como seria a vida do casal após o crescimento dos gêmeos citados na canção. Inaugurada no Rio (terra natal do compositor Renato Russo), a instalação fica aberta até quarta (25) e depois segue para capitais como Curitiba e Porto Alegre

infografico
(Foto: Infográfico)

Invasão Siderada

O começo foi duro, em meio ao calor das areias de Ipanema, em 2006. Raphael Krás vendia à moda dos ambulantes sanduíches vegetarianos batizados como mango’s fly e shiva shiitake, enriquecidos com “molho vulcânico de Marte” e “queijo derretido da lua jupiteriana”. Era o início do HareBurger, lanchonete que já conta com duas unidades e que pretende abrir, até 2017, outras oito na cidade, além de filiais na vizinha Niterói e em Búzios, na Região dos Lagos. Confira abaixo o plano de expansão.

infografico
(Foto: infográfico)

O mistério dos gêmeos 

gemeos
(Foto: Alexandre Chaves/Divulgação)

Formado pelos irmãos Paulo e Ricardo Santoro, exímios violoncelistas, o duo que leva o sobrenome de ambos provoca uma dúvida desde 1989: quem é quem? Vai uma dica: Ricardo tem mais cabelo e ri fácil. Eles tocam na quarta (25), no Espaço BNDES, no Centro, um concerto com peças como Estação Candelária, da suíte Paisagens Cariocas, 

de Oswaldo Carvalho, violinista da Orquestra Sinfônica do Municipal.

 

Fonte: VEJA RIO