DIVERSÃO

Paris é aqui

Após visitar a exposição impressionista, que reúne 85 obras do Museu D'Orsay no CCBB, experimente o nosso roteiro de lugares e estabelecimentos cariocas no clima francês

Por: Louise Peres - Atualizado em

theatro-municipal-02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Os cariocas têm só até domingo (13) para visitar um pedacinho do Museu d?Orsay na exposição Impressionismo - Paris e a Modernidade, no CCBB. Não há motivo para pânico: neste último fim de semana da mostra, o centro promove sua última Virada Cultural e fica aberto ao público por 36 horas ininterruptas, a partir das 9h de sábado (12). Se você deixou para a última hora, que tal conferir as 85 obras de artistas como Gauguin, Manet e Monet, e depois emendar num dia inteiro no climinha parisiense? Confira o roteiro abaixo, repleto de lugares, centros culturais e construções de inspiração francesa na cidade, para você se sentir à beira do Sena sem sair do Rio. Voilà!

Boulangerie Guerin

boulangerieguerin.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Misto de padaria e confeitaria chique, a casa aberta em 2012 pelo pâtissier francês Dominique Guerin em Copacabana prontamente se tornou um destino badalado para os fãs de doces saborosos, baguetes quentinhas e croissants tipicamente parisienses. Vale a pena enfrentar a fila que costuma se formar por lá. Enquanto aguarda, sinta o aroma irresistível das fornadas de brioches e pains au chocolate e aprecie a vitrine cheia de pequenas gostosuras. Uma autêntica boulangerie française a poucos metros do calçadão, da areia e do mar!

Boulangerie Guerin. Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 920, loja A, Copacabana, ☎ 2547-1326. 8h/20h.

Casa França-Brasil

casa-franca-brasil.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Erguida em 1819, com projeto do francês Grandjean de Montigny, para abrigar a primeira Praça do Comércio da cidade, é o - basta perceber suas sólidas paredes, colunas e claraboias, baseadas nas ideias de equilíbrio, clareza e proporção. Foi transformada em espaço cultural em 1990, abrindo espaço para exposições de obras de arte e fotografias de artistas consagrados. Em 2008, passou por um processo de remodelagem de sua estrutura física e reabriu as portas com um novo propósito: a divulgação da arte e da cultura contemporâneas.

Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78 - Centro. Terça domingo, das 10h às 20h, tel. 2332-5120.

CCBB

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Antes mesmo de receber uma pequena amostra do acervo do Museu D?Orsay, o CCBB já possuía em sua arquitetura um quê de francês. Sua imensa cúpula transparente, que confere uma agradável iluminação natural ao ambiente e cobre a rotunda de 300 metros quadrados, é de estilo eclético, semelhante às instaladas em grandes edifícios parisienses como as Galerias Lafayette. Vale sentar num dos bancos por ali e reparar na magnitude da estrutura.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, tel. 3808-2020. Aberto ao público de terça a domingo, de 9h as 21h.

Le Vin Bistrô

Toalhas em xadrez azul sobre mesas e fotos da família espalhadas pelo salão são as marcas do lugar, uma casa originalmente paulistana aberta no Rio em 2007. Uma ótima pedida para experimentar receitas da culinária gaulesa. Da cozinha, comandada pelo chef Marcilio Araújo, saem pratos como o fricassê de champignon (mix de cogumelos salteados com azeite, tomate e cebolinha) sob creme de foie gras (R$ 44,00). Na seara das receitas clássicas, uma sugestão é o boeuf bourguignon (R$ 54,00), com a carne cozida em vinho tinto e condimentos. Da mesma ala, o steak tartare (R$ 56,00) com batatas fritas está entre os melhores da cidade.

Le Vin Bistrô. Rua Barão da Torre, 490, Ipanema, tel. 3502-1002. 12h/0h (sex. e sáb. até 1h; dom. até 23h).

Maison de France

No mesmo edifício que abriga a Embaixada da França no Rio, o teatro recebe espetáculos teatrais e, sempre às segundas, sessões do Cinemaison. O cineclube exibe as mais relevantes produções cinematográficas francesas, clássicas e recentes, muitas vezes seguidas de debates com convidados especiais. Todos os filmes são legendados em português e todas as sessões são gratuitas.

Para participar do cineclube, acesse www.cinefrance.com.br/cinemaison-rio

Maison de France. Avenida Presidente Antônio Carlos, 58, Centro, ☎ 2544-2533.

Paris Bar

paris-bar.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Com vista para a Praia do Flamengo, dentro da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, o bar traz o charme da capital francesa não só no ambiente cuidadosamente decorado, inspirado em salões simbólicos de consagrados bares parisienses. Além das paredes revestidas em couro, sancas douradas, piso em parquet francês e lustres de cristal, o sotaque francês aparece também no menu de petiscos criado pelo chef francês Pierre Landry, que inclui mini alcachofras grelhadas e tapenade e azeitonas portuguesas (R$ 26,00), cogumelos "cêpes" refogados e lascas de parmesão (R$ 28,00) e blinis de batatas com salmão defumado e ovas (R$ 31,00). Na ala das bebidas, o mixólogo Alex Mesquita criou misturas como o modern french (R$ 23,00) - com vodka importada, cointreau, framboesa e limão - e l?amour à française (R$ 18,00) - armagnac, brandy, chambord, limão e espuma de maracujá.

Paris Bar. Praia do Flamengo, 340 - Flamengo, tel. 2551-1278. Terça a sábado, a partir das 17h.

Praça Paris

praca-paris.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Exemplar inspirado no charme dos grandes jardins da capital francesa, a praça Paris, na região central da cidade, é um dos maiores e mais belos jardins públicos do país. Em estilo clássico francês, a praça Projetada pelo arquiteto Arquimedes José da Silva e inspirada no trabalho do paisagista Alfred Agache, começou a ser construída na década de 20, seguindo padrões estéticos europeus. Há tempos andava abandonada e, após vinte anos sem reformas, foi revitalizada: teve quinze monumentos restaurados, ganhou um painel que mostra o histórico do local, um mapa das obras de arte ali presentes e um novo plantio de 55 mil lírios amarelos. A renovação no cenário é um convite aos cariocas, que certamente vão apreciar praticar exercícios, passear e sentir um gostinho da atmosfera parisiense em plena Glória.

Theatro Municipal

Inaugurado em 1909,foi um dos projetos desenvolvidos pelo prefeito Pereira Passos durante sua gestão. Também em estilo eclético, é uma cópia da Ópera Garnier, construída pelo arquiteto Charles Garnier entre 1860 e 1875.

Theatro Municipal. Praca Marechal Floriano S/N - Centro, tel. 2332-9191 / 2332-9134. A programação mensal é divulgada em www.theatromunicipal.rj.gov.br

Fonte: VEJA RIO