Cidade

Conheça os melhores quiosques da orla do Rio

VEJA RIO visitou os 186 quiosques da orla carioca, avaliou os serviços oferecidos em cada um e destaca os quinze melhores pontos da praia para curtir neste verão

Por: Carolina Barbosa e Ernesto Neves - Atualizado em

Quiosques
(Foto: Cassio Vasconcellos)

Privilegiado por sua natureza única, o Rio tem 78 quilômetros de praias que combinam o marcante azul-marinho com montanhas de porte imponente. Neste verão, em que não raro a sensação térmica ultrapassa os 50 graus, essa faixa de areia e mar se tornou, mais do que nunca, a opção número 1 de lazer dos cariocas. VEJA RIO percorreu ao longo de uma semana o trecho mais nobre de nosso litoral para testar os 186 quiosques em funcionamento. A pesquisa avaliou itens como a qualidade do atendimento, a variedade do cardápio e os preços cobrados pelos produtos mais vendidos. Numa cidade onde os serviços são notoriamente deficientes, o resultado foi surpreendentemente satisfatório. Durante as visitas, 89% dos estabelecimentos apresentaram bom estado de conservação e 80% contavam com garçons para servir a clientela. Por outro lado, o levantamento mostra que é preciso estar atento antes de sentar-se à beira-mar. O preço do coco pode variar de 4 a 8 reais, uma discrepância de 100%. Há ainda disparidades na estrutura oferecida.

Enquanto as regiões do Leme e de Copacabana contam com quiosques reestruturados, Ipanema e Leblon aguardam pelo início de uma reforma, estimada em 35 milhões de reais, que promete deixar as instalações com visual semelhante. Os dois bairros deverão ter seus quiosques totalmente remodelados até 2016. Hoje, as melhores estruturas podem ser encontradas na Zona Oeste. De tão modernos, alguns funcionam como pequenos clubes praianos, com serviços que incluem desde aluguel de material esportivo até menu de restaurante sofisticado. “Aprendi a velejar de kitesurf lá e vou todo fim de semana. Eles guardam e montam meu equipamento e ainda oferecem opções saudáveis de comidinhas, o que é raro nos quiosques comuns”, diz Thuany Villas Boas, frequentadora do K08, na Praia do Pepê. Nas páginas a seguir, confira os quinze melhores pontos para curtir uma praia do Leme ao Pontal.

Os números da pesquisa
Os números da pesquisa (Foto: Cassio Vasconcellos)

 

Espetto Carioca 

Espetto Carioca
O agito na Pedra do Leme (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para comer e beber / ouvir música

A vista não poderia ser mais encantadora: colado à Pedra do Leme, o endereço tem à sua frente toda a orla de Copacabana. Somam-se a isso a estrutura estalando de nova, inaugurada em novembro do ano passado, e um cardápio original, especializado em espetinhos. Na extensa lista de sabores, há desde os tradicionais, como camarão, frango e carne, até os mais exóticos, a exemplo de avestruz, cordeiro e javali (os mais caros estão na faixa de 11,95 reais a unidade), além de opções vegetarianas e doces. Serve ainda café da manhã e, de quarta a domingo, das 18h às 22h, um DJ apresenta sets de MPB, pop e rock.

Avenida Atlântica, s/nº (Pedra do Leme), Leme. 8h/0h (seg. a qui.), 8h/1h (sex. a dom.). ☎ 3228-6748. www.espettocarioca.com.br.

Lido

Lido
A roda de samba dá o tom no Lido (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para comer e beber / ouvir música / paquerar

Pertencente ao ex-jogador de futebol Dejan Petkovic e frequentado pelos amigos do craque sérvio aposentado, tem aquele clima descontraído das rodas de samba. O ritmo, aliás, é a grande atração do estabelecimento. De quarta a domingo, das 17h às 22h, são feitos ali shows ao vivo com grupos de pagode. No cardápio, o carro-chefe é o carpaccio, que pode vir à mesa em cerca de vinte opções. Destacam-se o de salmão (30 reais) e o de carne (22 reais), acompanhados de caipirinhas preparadas com esmero (10 reais). Espreguiçadeiras de frente para o mar combinam com a decoração de estilo retrô e criam um ambiente cool.

Avenida Atlântica (em frente à Rua Prado Júnior), Copacabana. 8h/1h.

Gosto de Mar   

Gosto de Mar
Decoração diferenciada é aposta no Gosto de Mar (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para comer e beber / ouvir música / paquerar

Logo à primeira vista, nota-se aqui que a estrutura é bem diferente da do restante da vizinhança. Decorado com palha importada de Bali e madeira de demolição, o lugar oferece, além das mesas internas, espreguiçadeiras na areia, perto do espaço reservado ao bar. Para atender à diversidade do público frequentador do bairro, opta por seleção musical variada, que vai do rock, às quartas, ao house, aos sábados. Na parte de comida, é especializado em frutos do mar, servidos fresquinhos. Há até mesmo um tanque com caranguejos vivos, que saem dali direto para a panela.

Avenida Atlântica (em frente à Rua Siqueira Campos), Copacabana. 8h/3h. ☎ 2549-7546.

Posto 6

Posto 6
No final de Copacabana, agito dá lugar à tranquilidade (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para relaxar / esportistas

No fim da Praia de Copacabana, o agito do bairro cede espaço à tranquilidade. Ali, o ritmo é ditado pelo vaivém dos pescadores e pelo mar mansinho. O estabelecimento, aliás, oferece algo que seus pares não têm: a proximidade com a água. É relaxante observar as ondas quebrando perto do deque, paisagem que é complementada pelo relevo do Pão de Açúcar ao fundo. Quem para pode pedir uma porção de anéis de lula dorés (38 reais) e aproveitar ainda para esticar o programa. Logo ao lado, pranchas de stand-up paddle estão disponíveis para aluguel, a partir de 30 reais o período de 30 minutos.

Avenida Atlântica (em frente à Rua Joaquim Nabuco), Copacabana. 24 horas.

Pôr do Sol

Pôr do Sol
Entardecer é a hora mais concorrida no quiosque (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para relexar / crianças

Em meio aos quiosques antigos que ainda ocupam a orla de Ipanema, este é um dos poucos que sobressaem. Na faixa de areia à sua frente, um parquinho público tem ótima estrutura de brinquedos. Outra vantagem para as mamães é a mesa para troca de fraldas. Se a criançada lota o local durante as primeiras horas da manhã, o fim do dia garante um espetáculo aos clientes. Não à toa, é o entardecer que dá nome ao estabelecimento, e, de suas mesinhas, descortina-se o pôr do sol mais aplaudido da cidade.

Avenida Delfim Moreira (entre a Avenida Rainha Elizabeth e a Rua Joaquim Nabuco), Ipanema. 24 horas.

Baixo Bebê

Baixo Bebê
Parquinho teve investimento de 60.000 reais para a troca dos brinquedos (Foto: Felipe Fittipaldi)
  • Para crianças

Aberto há mais de vinte anos, passou por uma renovação completa nos últimos três meses. A reforma foi empreendida pelos novos sócios do estabelecimento, que investiram 60 000 reais na troca dos brinquedos do famoso parquinho na areia. O mobiliário também está estalando de novo, com ombrelones, mesas e cadeiras estilizadas, incluindo versões em miniatura para atender os pequenos. Ao longo do ano, deverá ser criada uma agenda de eventos e serviços.

Avenida Delfim Moreira (em frente à Rua Venâncio Flores), Leblon. 24 horas.

 Tia Sônia

Drinques e a brisa constante ajudam a aplacar o calor
Drinques e a brisa constante ajudam a aplacar o calor (Foto: Bianca Pimenta)
  • Para relaxar

Aos pés do Morro Dois Irmãos, o local tem como grande atrativo a vista cinematográfica para as praias do Leblon e de Ipanema. O visual dos dois bairros, aliás, ganha tons ainda mais impressionantes nestes dias de mar caribenho. A elevação do terreno proporciona outro ponto positivo: a brisa marítima é constante, o que garante ambiente agradável mesmo nas horas de sol a pino. Perfeito para desfrutar as caipirinhas(10 reais) com a porção de camarão (45 reais). O mirante conta ainda com pequeno estacionamento. Mas é preciso chegar cedo, as vagas são disputadíssimas.

Avenida Niemeyer (no Mirante do Leblon), Leblon. 24 horas.

Bendita Onda 

Bendita Onda
No ponto de encontro de surfistas, tijolinho de tapioca é atração do cardápio (Foto: Gianne Carvalho)
  • Para esportistas / comer e beber / crianças / relaxar

Com dois meses de funcionamento, este simpático e descolado endereço tornou-se ponto de encontro dos surfistas, que aproveitam as ondas. Ali, os clientes podem escolher entre mesas de madeirae uma espécie de lounge, com pufes, revistas e livros diversos. Outros agradossão dispensados aos frequentadores: protetor solar, baralho e material para frescobol podem ser emprestados. No cardápio,que traz informações sobre os ingredientes usados, a porção de tijolinhos de tapioca com queijo de coalho e geleia de pimenta (29 reais) é parada obrigatória. À disposição dos pequenos, ainda há papéis e lápis de cor.

Avenida Prefeito Mendes de Morais, QS 01 (próximo à subida da Avenida Niemeyer), São Conrado. 11h/23h (ter. a dom.). ☎ 97120-1003.

Gávea Beach Club & Fun

Gávea Beach Club
Estabelecimento já atraiu personalidades como Adriana Esteves e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (Foto: Gianne Carvalho)
  • Para ouvir música / comer e beber / paquerar / relaxar

Com cardápio de sotaque italiano, o endereço tem o mérito de ter revitalizado e movimentado aquela região, até então carente de atrativos gastronômicos à beira-mar. Personalidades como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a atriz Adriana Esteves, por exemplo, já bateram ponto  por lá. Motivos não faltam: o ambiente, com banheiros e mesas de madeira, dispõe de cardápio farto, no qual se encontram opções como o espaguete nerano, feito na manteiga, com abobrinha, manjericão e parmesão (35 reais). Nesta temporada de verão, dependendo das condições climáticas, há show ao vivo às quintas, a partir das 20 horas, com sucessos da bossa nova, música brasileira e internacional. Aos viciados em WhatsApp e redes sociais: o lugar libera o wi-fi para clientes.

Avenida Prefeito Mendes de Morais, QS 4 (em frente ao Gávea Golf Club), São Conrado. 10h/0h (ter. a dom.). ☎ 99437-5275 e 97471-8462. 

Maialina

Maialina
Sem cardápio fixo, a bruschetta de salmão gravlax é requisitada pelos clientes (Foto: Felipe Fitpaldi)
  • Para comer e beber / relaxar

É quase um bistrô, com direito a chef formada pela renomada escola francesa de gastronomia Le Cordon Bleu. Responsável pelas panelas, Elisa Fragoso executa receitas de tempero mediterrâneo, tendo os frutos do mar como especialidade. Sem cardápio fixo (as opções de prato são postadas na página do Facebook), o estabelecimento fez sua boa fama no boca a boca. Alguns preparos são sempre requisitados pelos clientes, a exemplo da bruschetta de salmão gravlax curado na beterraba pela própria cozinheira (40 reais) e do ceviche de linguado (58 reais). Para acompanhar, há rótulos de vinho branco, rosé e tinto, espumantes, cervejas e caipirinhas.

Avenida do Pepê, s/nº (em frente ao Tropical Barra Hotel), Barra. 12h/20h (sex. a dom., se o tempo estiver bom). ☎ 98105-4263/4264.

K08 Kite Surf Club  

k08
(Foto: Felipe Fittipaldi)
  • Para esportistas / comer e beber / relaxar

Misto de quiosque e clube de kitesurf, o endereço foi o pioneiro no modelo de integrar esportes e alimentação saudável na região. Comandado pelo kitesurfista Francisco Ferreira, conhecido como Frajola, o local oferece aulas da modalidade, além de surfe e stand-up paddle. No cardápio, nada de frituras. Tudo é feito na chapa, como o peixe com banana (42 reais), receita do chef Claude Troisgros, frequentador do lugar. O açaí com granola de lá (10 reais, 300 mililitros) também é famoso. Está prevista para fevereiro a abertura de um espaço para crianças. Já apelidado de K08 Kids, o ambiente vai abrigar pula-pula, escorrega, cercadinho e outros brinquedos.

Avenida do Pepê, QS 8A e 8B (em frente ao número 890), Barra. 7h/22h. ☎ 99738-0808 e 7830-6249. www.k08.com.br

Clássico Beach Club

Classico Beach club
Clássico Beach Club: a ideia foi importar a atmosfera dos clubes de Ibiza (Foto: Felipe Fittipaldi)
  • Para esportistas / crianças / comer e beber / paquerar

A ideia era importar a atmosfera de badalação dos clubes de praia de Ibiza, na Espanha. Para isso, o local conta com poltronas e bangalôs confortáveis, uma carta de bebidas composta de sangrias, vinhos, espumantes e champanhes (Moët & Chandon, inclusive) e trilha sonora que vai do jazz à música eletrônica. Deu certo: inaugurado em novembro do ano passado, virou point de gente jovem, bonita e sarada. Ali também é possível fazer aulas de kitesurf e alugar a prancha de stand-up paddle (80 reais a hora). A estrutura comporta ainda parquinho com escorrega, balanço e casinha para a criançada.

Avenida do Pepê, QS 9 (em frenteao número 1014), Barra. 8h/22h. ☎ 2491-6609. www.classicobc.com.br.

Pesqueiro Eco Gourmet

pesqueiro
(Foto: Gianne Carvalho)
  • Para ouvir música / comer e beber / paquerar / crianças

Durante o dia, o destaque local é a comida, feita com esmero pelo chef Marcus Barreto. Ele prepara um ótimo mix de filé de peixe, lulas, polvo, camarões, mexilhões e lagostins servido com arroz de açafrão e molho de ervas (155 reais, para quatro pessoas). Com o cair da noite, o lugar ganha ares de pós-praia e clima de paquera. No verão, a programação é intensa, com música ao vivo de terça a domingo. Quarta, por exemplo, é dia de roda de samba a partir das 17 horas . Aficionados de lutas de UFC ou partidas de futebol têm a opção de assistir à programação em uma das três TVs de 50 polegadas. Para a criançada, há um parquinho. Quem quer sair  da areia e tirar o sal do corpo conta com chuveiro de água doce.

Avenida Lucio Costa, ilha 25, Praia da Reserva. 8h/4h (ter. a dom.). ☎ 3228-0762 e 2497-6676. www.pesqueiroecogourmet.com.br

Cavalo Marinho

cavalo marinho
(Foto: Gianne Carvalho)
  • Para ouvir música / comer e beber / crianças

Trata-se de um oásis à beira-mar, tanto pela boa infraestrutura, que foge à regra de um quiosque convencional, quanto pela cozinha. Com foco em frutos do mar, o cardápio tem sugestões como o imperdível pastel de camarão (6,50 reais a unidade), hit local, com venda média de 1 500 unidades por semana. Aos sábados e domingos, mais um atrativo: entre 14 e 18 horas tem show ao vivo. Enquanto os pais relaxam, os pequenos podem se distrair no parquinho, feito com madeira de demolição.

Avenida Lucio Costa, ilha 1 (em frente ao número 14800).Praia da Reserva. 7h30/22h30. ☎ 7851-9120. www.quiosquecavalomarinho.com.br.

10 e Meio Beach Club

10 e meio beach club
(Foto: Gianne Carvalho)
  • Para esportistas / comer e beber / paquerar

Em meio ao padrão que se repete na orla da região, este ponto cheio de bossa se destaca da concorrência pela estrutura. No lugar de mesas e cadeiras de plástico fornecidas por marcas de cerveja, o mobiliário de madeira dá mais conforto aos frequentadores, que devem apostar nos espetinhos. A especialidade local é servida em onze sabores, como o de cafta de carne (7,50 reais), e pode vir acompanhada de bebidas variadas. Há desde chope (6,50 reais), raridade nos quiosques, até champanhes nobres, como o Cristal (2 250 reais a garrafa). No fim de tarde dos domingos, costumam acontecer shows ao vivo e são oferecidas atividades esportivas, como exercícios funcionais, futevôlei, SUP e beach tennis.

Avenida Lucio Costa, s/nº (em frenteao número 17470), Recreio. 24 horas. www.10emeiobeachclub.com.br.

 

Fonte: VEJA RIO