COTIDIANO

Operação fecha boates na Lapa e em Copacabana

Vistoria na noite da última quinta (31) fechou quatro casas nos bairros

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

le-boy.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Na noite desta quinta (31), agentes da Defesa Civil, da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) e do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) realizaram operações na Lapa e em Copacabana em busca de irregularidades em bares e casas noturnas. Quatro estabelecimentos foram interditados por falhas na segurança: Le Boy e Fosfobox, em Copacabana, e Alto Lapa e Quintal Carioca, na Lapa.

Além das casas fechadas, mais quatro foram proibidas de realizar apresentações ao vivo ou funcionar como boate, pois têm alvará para atuar apenas como restaurante. São elas: Bar do Copa, em Copacabana, e Sacrilégio, Carioca da Gema e Favellas, na Lapa.

Outra irregularidade encontrada pelos agentes foi o armazenamento de alimentos com o prazo de validade vencido ou em condições de higiene insatisfatórias em mais da metade dos estabelecimentos visitados. Este motivo fez com que o gerente da Pizzaria Guanabara e o responsável pelo Bar Dom Lukas fossem presos em flagrante por crime contra relação de consumo, cuja pena, além de multa, pode chegar a cinco anos de prisão.

Fonte: VEJA RIO