CONSUMO

Óleos de cabelo

Cremes e máscaras reparadoras ganharam a companhia dos óleos, queridinhos de hairstylists na hora de hidratar e restaurar os fios. Veja uma seleção de produtos e eleja o seu favorito

Por: Louise Peres - Atualizado em

Óleo nos cabelos, justamente o que a todo custo a mulherada busca evitar? Em 2011, quando o óleo de argan, extraído de uma árvore do Marrocos, foi alçado ao posto de queridinho dos antenados e de celebridades de Hollywood, muita gente torceu o nariz. Representado principalmente pelo Moroccan Oil, ele foi apenas o pioneiro de uma série de misturas que vieram para ficar. Hoje, profissionais da beleza se renderam ao produto, que aparece nas prateleiras e nos salões nas mais variadas versões. ?A função dos óleos é dar brilho ao fio opaco. Para as pontas quebradas, é um excelente disfarce?, garante Edy Clemente, do Werner Coiffeur.

Tantas opções no mercado prometem efeitos diversos: os óleos nutrem, hidratam e tratam e finalizam. O resultado pode variar ainda conforme o tipo e o uso. Com os cabelos ainda secos, o óleo tira o arrepiado quando aplicado no comprimento e nas pontas; antes deles secarem completamente, funciona como leave-in, protegendo as madeixas. Quem tem cabelo oleoso também pode usar, desde que com moderação ? aplique nas pontas e nunca nas raízes, sempre em pequenas quantidades (duas gotinhas bastam). Adicionado a uma máscara, o produto pode turbinar o tratamento. ?Eu gosto de misturar na máscara para dar mais brilho ao cabelo que está poroso ou ressecado?, ensina Clemente. Embora eficiente, o recurso não é a solução definitiva. ?O óleo pode diminuir o frizz, selar as cutículas do cabelo, mas é um efeito momentâneo?, alerta ele.

Quer experimentar? Veja as opções disponíveis e as indicadas pelos cabeleireiros cariocas

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Amazon Oil, Zerran

À base de nozes tropicais, o óleo promete brilho, maciez e nutrição intensa dos fios. ?Ele é um finalizador e o diferencial é que a composição não tem praticamente nada de silicone. Por isso, não deixa os fios pesados?, diz a profissional Sonia Nesi.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Elixir Ultime, L?Oréal

Constituído de óleo de camélia, gérmen de milho, pracaxi e argan, protege das agressões externas, da chapinha e secador. Bom para disciplinar e controlar o frizz. ?Indicado para todos os tipos de cabelo. É nutritivo e dá maciez e brilho aos fios?, diz Jerson Bittencourt, do Werner Dias Ferreira.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Magic Elixir, Kiehl?s

Potente óleo concentrado para a reestruturação capilar, é um tratamento pré-shampoo que combina diversos ingredientes naturais: óleo de folhas de alecrim, para estimular o couro cabeludo; de abacate, para nutrir intensamente; de semente de cártamo, conhecido por conter vitamina E e ômega 6, para hidratar os cabelos e o couro cabeludo.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Moroccan Oil

O mais celebrado entre os óleos de argan deixa o cabelo hidratado, macio e com um brilho incrível. Rico em ácidos graxos essenciais e em vitaminas A, D e E, tem ação antioxidante e reparadora.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Mythic Oil, L?Oréal

O produto é uma mistura de óleos de semente de algodão, de abacate, semente de uva, chá verde e de abacate. ?Serve para qualquer tipo de cabelo, indicado para finalizar a escova?, diz Lela Athanásio, profissional do Crystal Hair. Tem ação antifrizz e devolve a suavidade e o brilho.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Óleo de Oliva, Niely Gold

O Óleo de Tratamento Profundo Óleo de Oliva Niely Gold é rico em vitaminas e penetra profundamente nos fios, aumentando a suavidade e brilho dos cabelos. Pode ser aplicado de três formas: Escova e/ou prancha, Finalizador anti-frizz e potencializador de hidratação.

reprodução internet
(Foto: Redação Veja rio)
Strengthening and Hydrating Hair Oil-In-Cream, Kiehl?s

Constituído de óleo de abacate e óleo de oliva, que reestruturam e suavizam a cutícula. A promessa é de um cabelo mais forte e hidratado, mais maleável e resistente à quebra. Criado especialmente para cabelos tingidos, o leave?in contém ainda óleo de girassol e damasco, que evitam o desbotamento e a perda do brilho. A fórmula não contém parabeno e silicone.

Fonte: VEJA RIO