EXPOSIÇÕES

Arte na paisagem

Projeto OiR espalha obras monumentais de seis artistas por áreas públicas da cidade

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Às vésperas da segunda ArtRio, feira internacional que começa no próximo dia 13 no Píer Mauá, outro evento de grande porte promete agitar a programação da cidade. A partir de sexta (7), conhecidas paisagens cariocas serão transformadas pela presença de criações monumentais dos seis artistas reunidos na OiR ? uma abreviação de "Outras Ideias para o Rio" e, claro, uma brincadeira com o nome da capital fluminense. Planejado para ser realizado de dois em dois anos até 2016, o projeto de exposição em áreas públicas tem curadoria de Marcello Dantas.

Conhecido por obras já exibidas na França, na Inglaterra e nos Estados Unidos, além da sua Espanha natal, Jaume Plensa desenvolveu uma enorme cabeça, de 12 metros de altura, que flutuará na Enseada de Botafogo. O americano Robert Morris, veterano de 82 anos, idealizou um labirinto triangular de vidro, aberto à visitação, que será instalado na Cinelândia. Outro penetrável, o domo de argila concebido pelo inglês Andy Goldsworthy ficará perto do Centro Cultural da Acão da Cidadania, no Cais do Porto. Único brasileiro convocado, Henrique Oliveira desenvolveu para o Parque de Madureira a escultura de madeira pela qual o espectador também vai poder passear. A peça guarda grande afinidade com outra, do mesmo autor, exposta na 29ª Bienal de São Paulo há dois anos. Esses trabalhos podem ser admirados até 2 de novembro, em qualquer horário. Já a instalação audiovisual do japonês Ryoji Ikeda, no Arpoador, será montada apenas de sexta (7) a domingo (9), das 19h às 22h. Por fim, imagens do inglês Brian Eno serão projetadas sobre os Arcos da Lapa de 19 a 21 de outubro.

OiR ? Outras Ideias para o Rio. Confira os endereços em www.oir.art.br. Ryoiji Ikeda: sexta (7) a domingo (9), 19h às 22h. Robert Morris, Andy Goldsworthy, Jaume Plensa e Henrique Oliveira: sexta (7) a 2 de novembro. Brian Eno: 19 a 21 de outubro.

Fonte: VEJA RIO