Santa Teresa

Obras do novo bonde têm canteiros liberados após vistoria

Melhorias na sinalização e barreiras de proteção aos operários estavam entre as exigências do Ministério Público do Trabalho

Por: Redação VEJA RIO

Bonde-Santa-Tereza
Obras do novo bonde: retomadas após interdição do Ministério Público do Trabalho no último dia 11 (Foto: Divulgação)

Depois de ter os canteiros interditados no último dia 11 pelo Ministério Público do Trabalho por problemas como falta de sinalização e de barreira de proteção aos operários, a construção do novo sistema de bondes de Santa Teresa foi retomada a todo vapor, segundo informe da Secretaria Estadual de Transportes na terça-feira (30). Muitos dos canteiros já haviam sido retomados no dia 15, mas o do Largo dos Guimarães permanecia fechado.

De acordo com a secretaria, os fiscais do MPT fizeram uma nova vistoria na segunda-feira passada e liberaram a construção, que consiste na implantação de concreto na base e instalação dos trilhos.

Com três frentes de obras, na Rua Joaquim Murtinho, na Almirante Alexandrino e na Praça Odilo, o prazo final estabelecido pela Secretaria de Transportes é de meados de julho. Em caso de atrasos, o consórcio Elmo-Azvi, que já foi multado por duas vezes, poderá ter o contrato cancelado.

A construção do novo sistema tiveram início em 2013 e deveriam ter sido concluídas há 1 ano, a tempo da Copa do Mundo. Ainda não há prazo para a volta dos bondes, que deixaram de transitar em agosto de 2011, após um acidente que matou seis pessoas e deixou outras cinquenta feridas.

 

Fonte: VEJA RIO