Cidade

Tribunal Regional do Trabalho penhora novos bondes de Santa Teresa

Decisão foi tomada por dívidas trabalhistas e publicada no final de janeiro

Por: Redação Veja Rio - Atualizado em

Bonde de Santa Teresa
Bonde de Santa Teresa: 14 composições confiscadas (Foto: Divulgação)

Todos os 14 novos bondes fabricados para compor o novo sistema de Santa Teresa foram penhorados por decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região por conta de dívidas trabalhistas.

A decisão foi publicada no final de janeiro, em ação promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil. 

A ré, a Companhia Estadual de Engenharia de Transportes e Logística (Central), acumula uma dívida de 78 milhões de reais com funcionários. A companhia ainda pode entrar com recurso para impedir a execução do leilão.

Responsável pelo projeto de revitalização dos bondes, a Secretaria de Estado de Transportes afirma que os bondes não são patrimônio da empresa Central Logística, parte na ação, e que ai recorrer da decisão. 

Se a determinação for descumprida, a Central logística pode pagar multa diária de R$ 10.000. A partir da ciência da penhora, a empresa tem 5 dias para entrar com recurso e, caso não entre com recurso ou quite a dívida será marcado um leilão dos bens.

 

 

Fonte: VEJA RIO