COTIDIANO

Nova fase da demolição da Perimetral provoca mudanças no trânsito

Viaduto da Perimetral será totalmente interditado neste sábado (25) e trânsito sofrerá alterações na região

- Atualizado em

perimetral.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

No próximo sábado (25), os cariocas terão que conviver com uma série de mudanças no trânsito do Centro do Rio. A Prefeitura dará início à nova etapa de remoção do Elevado da Perimetral, para prosseguir com as obras dos túneis da Via Expressa, que integram o novo plano de mobilidade para a Zona Portuária.

Às 22h do sábado (25), o Elevado da Perimetral será definitivamente interditado no trecho entre a Avenida General Justo e a Praça Mauá. Nesta fase, a operação compreende a retirada de 1.689 metros do elevado, entre a Rua Visconde de Inhaúma e o III Comar, na altura da Praça XV, próximo à entrada do Aterro do Flamengo.

As mudanças seguem no dia 8 de fevereiro, quando o Mergulhão da Praça XV será fechado, acarretando alterações também no fluxo da Avenida Rio Branco, que se tornará uma via de mão dupla e terá a circulação de carros particulares proibida, servindo apenas a ônibus e táxis. Segundo a Prefeitura, a interdição do Mergulhão é necessária para readequar o traçado atual e incorporá-lo ao do Túnel da Via Expressa. Durante o período, haverá um remanejamento nas linhas de ônibus da região, tanto municipais quanto intermunicipais.

O Prefeito Eduardo Paes estima que o Túnel do Binário esteja pronto no final do primeiro semestre, ligando o Moinho às proximidades da Avenida Presidente Vargas ? e pediu ainda que a população volte a ajustar sua rotina e dê preferência ao transporte público.

Confira abaixo as principais mudanças no trânsito anunciadas pela Prefeitura:

Na sexta (24), haverá proibição de estacionamento em diversas ruas, com redução de 1.000 vagas (detalhes disponíveis nos sites www.rio.rj.gov.br/web/smt e www.centrodeoperacoes.rio.gov.br).

No sábado (25), a Perimetral será fechada a partir das 22h. Domingo (26), seis ruas e avenidas do Centro e Lapa terão seus sentidos invertidos.

A partir do dia 1º de fevereiro, a Avenida Rio Branco, entre a Praça Mauá e a Avenida Presidente Vargas, passa a operar apenas no sentido Praça Mauá. A partir do dia 8 de fevereiro, será transformada numa via de mão dupla exclusiva para táxis e ônibus com ligação direta com o Aterro e com a Avenida Presidente Vargas nos dois sentidos. A partir dessa data, os ônibus municipais também terão seus itinerários alterados.

Com a Avenida Rio Branco e o Mergulhão da Praça XV fechados, os veículos particulares terão dois trajetos preferenciais:

? No sentido Aterro/Castelo: Via Binário/Rua Camerino ou Avenida Presidente Vargas, Avenida Passos, Avenida República do Paraguai, Rua Teixeira de Freitas e Aterro do Flamengo;

? No sentido Praça Mauá/Via Binário do Porto: Avenida Presidente Antônio Carlos, Rua Primeiro de Março, Rua Visconde de Inhaúma, Avenida Rio Branco e Via Binário do Porto;

? No sentido Zona Sul/Centro: Túnel Santa Bárbara e Túnel Rebouças.

VIAS QUE TERÃO SENTIDO INVERTIDO

A partir do dia 26/1:

- Rua Uruguaiana, entre Rua Acre e Rua Buenos Aires;

- Avenida República do Paraguai terá as duas pistas no sentido Lapa;

- Rua Teixeira de Freitas, no trecho compreendido entre Avenida República do Paraguai e Avenida Augusto Severo, ficará no sentido Beira-Mar;

- Rua do Passeio, entre as ruas Luiz de Vasconcelos e Teixeira de Freitas;

- Rua Mestre Valentim, trecho compreendido entre Rua Teixeira de Freitas e Rua Luiz de Vasconcelos;

- Avenida Marechal Floriano, trabalhará em regime de mão dupla em toda sua extensão.

A partir do dia 1º/2

- Avenida Rio Branco no trecho compreendido entre Avenida Presidente Vargas e Praça Mauá ficará sentido Praça Mauá.

A partir do dia 8/2

- Avenida Nilo Peçanha ficará em mão dupla entre a Uruguaiana e a Graça Aranha;

VIAS DISPONÍVEIS PARA O TRÁFEGO DE VEÍCULOS PARTICULARES

A partir do dia 26/1

- Foram abertas três faixas na Rua Teixeira de Freitas, no trecho entre Avenida República do Paraguai e Rua do Passeio, junto à calçada da Escola de Música que trabalharão sentido Avenida Mem de Sá e Rua do Lavradio.

A partir do dia 8/2

- Rua Sete de setembro, entre a Avenida Passos e a Rua Uruguaiana;

- Rua Uruguaiana, entre a Rua Sete de setembro e a Nilo Peçanha;

AVENIDA RIO BRANCO

No dia 8, a Avenida Rio Branco passa a operar em regime de mão dupla. Entre a Presidente Vargas e o Aterro do Flamengo, a faixa central da via será destinada à circulação de táxis no sentido Cinelândia que não terão ponto para embarque e desembarque. As faixas laterais ficarão disponíveis para o tráfego de ônibus: duas no sentido Candelária e as outras duas no sentido contrário (Cinelândia).

- Para os veículos de passeio vindos da Avenida Presidente Vargas e Binário/Camerino em direção à região do Castelo, Praça XV, Lapa e Glória, o último acesso é pela Av. Passos.

- O acesso à Avenida Graça Aranha e adjacências poderá ser feito pela Avenida Passos, Rua Sete de setembro, Rua Uruguaiana e Avenida Nilo Peçanha.

- O acesso à Rua Dom Gerardo, a partir do Binário, será feito pelas ruas Acre e Marechal Floriano e pela Avenida Rio Branco.

- O acesso à Rua do Passeio passará a ser feito pela República do Paraguai, Mestre Valentim e Luiz de Vasconcelos.

- Os veículos que acessam a Avenida República do Paraguai vindos da Lapa deverão seguir pela Avenida Mem de Sá.

OUTROS EIXOS DE CIRCULAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO

Na Avenida Rio Branco, entre a Avenida Presidente Vargas e Rua Visconde de Inhaúma (Sentido Praça XV):Funcionará com todas as seis faixas exclusivas para ônibus.

Na Avenida Rio Branco, entre a Rua Visconde de Inhaúma e a Praça Mauá (Sentido Praça Mauá): Das seis faixas em funcionamento, as três da direita serão utilizadas para ônibus.

Avenida Presidente Antônio Carlos / Rua Primeiro de Março (até Avenida Presidente Vargas): Haverá manutenção do sistema BRS, com redução de duas faixas para uma.

Avenida Passos / Avenida República do Paraguai: Implantação de uma faixa exclusiva na Avenida Passos para ônibus no trecho entre Avenida Presidente Vargas e Praça Tiradentes.

REVERSÍVEL NA AVENIDA PRESIDENTE VARGAS

A partir do dia 10 de fevereiro, a reversível montada todos os dias úteis na Avenida Presidente Vargas, das 6h às 11h, terá sua extensão reduzida, funcionando da descida do Viaduto dos Marinheiros, em frente ao prédio da Prefeitura, até a Estátua do Zumbi (altura da Rua do Santana).

PONTOS TERMINAIS DE ÔNIBUS

Implantação de novas áreas destinadas a pontos terminais:

- Avenida General Justo (1º/2)

No trecho entre o Museu Histórico Nacional e a Praça Senador Salgado Filho, por onde vão circular linhas municipais urbanas e executivas (frescões) e linhas executivas intermunicipais.

? Avenida Rio Branco (1/2)

No trecho entre a Avenida Presidente Vargas e a Rua São Bento, por onde vão circular linhas urbanas intermunicipais.

- Avenida Presidente Vargas (8/2)

No trecho entre a Rua Uruguaiana e Rua Primeiro de Março (pista central, sentido Candelária), por onde vão circular linhas urbanas municipais e intermunicipais.

No trecho da Rua Primeiro de Março e Avenida Rio Branco ? Praça Pio X (Sentido Zona Norte), por onde vão circular linhas urbanas municipais e intermunicipais.

Terminais e pontos finais existentes que serão mantidos:

Terminal Padre Henrique Otte; Terminal Américo Fontenelle; Terminal Procópio Ferreira; Terminal Misericórdia; Terminal Menezes Côrtes; Avenida Churchill; Avenida Chile; Avenida Augusto Severo; Avenida Nilo Peçanha; Rua Sacadura Cabral (Praça Mauá); Praça da República e Estácio.

Terminais e pontos finais com alteração na operação

- Terminal Menezes Cortes

Mantido para as linhas intermunicipais rodoviárias (denominadas como "A" e "AC") e municipais executivas. Sempre que o terminal alcançar sua capacidade máxima, as linhas farão seu ponto final no novo terminal da Avenida General Justo.

- Terminal Misericórdia

Mantido para linhas urbanas municipais que já utilizam o terminal e as com destino Praça XV (hoje com ponto final no Mergulhão), Castelo e Carioca. Sempre que o terminal alcançar sua capacidade máxima, as linhas farão seu ponto final no terminal da Avenida General Justo.

- Avenida Nilo Peçanha

Mantido para algumas linhas municipais executivas que já utilizam a avenida, ocupando apenas o recuo existente. As demais serão transferidas para o Terminal Menezes Cortes.

Pontos finais transferidos para liberação das respectivas vias

- Avenida Beira-Mar: linhas urbanas municipais terão seus pontos finais transferidos para o novo terminal da Avenidas General Justo ou para o terminal da Avenida Augusto Severo.

- Terminal Alfredo Agache (Mergulhão): os pontos terminais serão transferidos para o Terminal Misericórdia e para o terminal da Avenida General Justo.

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES DE ITINERÁRIOS DAS LINHAS DE ÔNIBUS

Linhas municipais

Acessam a região do Centro pela Avenida Passos/Avenida República do Paraguai ou Avenida Rio Branco, e saem pela Avenida Presidente Antônio Carlos/Rua Primeiro de Março ou Avenida Rio Branco ou Rua da Carioca/Praça da República.

As linhas executivas deverão acessar a região do Centro pela Avenida Passos/Avenida República do Paraguai e sair pela Avenida Presidente Antônio Carlos/Rua Primeiro de Março.

Linha intermunicipais metropolitanas

Deverão acessar a região do Centro pela Praça da República com destino à Avenida Augusto Severo. As demais terão seus pontos terminais em área próxima à Candelária.

As linhas executivas deverão acessar a região do Centro pela Avenida Passos/Avenida República do Paraguai e sair pela Avenida Presidente Antônio Carlos/Rua Primeiro de Março.

Linhas intermunicipais não-metropolitanas

Os pontos finais serão transferidos para o Terminal Rodoviário Novo Rio, permanecendo no Terminal Menezes Cortes apenas as linhas vindas de municípios com distância inferior a 80 quilômetros do Centro do Rio.

As informações detalhadas sobre os itinerários das cerca de 250 linhas municipais e 65 linhas metropolitanas que serão afetadas estarão disponíveis em tabela no site da Secretaria Municipal de Transportes (www.rio.rj.gov.br/web/smtr) e do Centro de Operações Rio (www.centrodeoperacoes.rio.gov.br).

mapa.jpg
(Foto: Veja Rio)

Fonte: VEJA RIO