EXPOSIÇÕES

Amor, Amor, Amor

Maison Européenne de la Photographie cedeu as 61 imagens que compõem esta agradável coletiva em cartaz no CCBB

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

recomenda-expos-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Uma das mais renomadas instituições do gênero, a Maison Européenne de la Photographie cedeu as 61 imagens que compõem esta agradável coletiva em cartaz no CCBB. Como o nome reiteradamente indica, está em pauta o amor - apresentado aqui de variadas formas. Em sua concepção mais trivial, entre homem e mulher, o sentimento transborda no famosíssimo registro de um jovem casal se beijando, sentado à mesa de um café, feito por Henri Cartier-Bresson em 1969 (o francês ainda comparece com outras seis obras). O beijo, aliás, é recorrente: Claude Nori e Elliott Erwitt são alguns dos que clicaram esse momento entre casais. De Edouard Boubat é exibido um dos melhores flagrantes da mostra: duas crianças de braços dados em frente à vitrine de uma relojoaria de Paris. Também dele, a bela fotografia de uma mulher grávida, com a mão sobre a barriga, evoca o amor materno. Manifestação de afeto mais rasteira é revelada por Robert Doisneau no retrato de um estivador em um quarto cujas paredes estão cheias de pôsteres de mulheres nuas. Até os animais têm vez, como mostra a curiosa foto de François Le Diascorn em que duas belugas parecem namorar.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até o dia 31.

Nosso representante: Rogério Reis é o único brasileiro na seleção de 23 fotógrafos

Fonte: VEJA RIO