EXPOSIÇÕES

De Nova York para o Rio

Com a inclusão de artistas brasileiros, recorte de coletiva realizada em importante instituição americana chega ao MAM na terça (17)

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

roteiro-expos-01-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1976, uma organização nova-iorquina dedicada a transformar imóveis abandonados em locais de exposições ocupou um prédio no distrito de Queens. Batizado como P.S.1 (sigla para ?public school 1?, pois o edifício abrigou a primeira escola da região), o espaço tornou-se base do grupo e importante centro de arte contemporânea. Em janeiro de 2000, após uma parceria com o Museum of Modern Art, a instituição passou a se chamar MoMA PS1. Da coletiva realizada por lá entre maio e setembro vem EXPO 1: Rio, no MAM a partir de terça (17). Questões ambientais são o ponto comum a sessenta obras, um recorte da mostra americana acrescido de sete artistas brasileiros. Entre os estrangeiros há nomes de peso, a exemplo do americano Ansel Adams (1902-1984) e do alemão Joseph Beuys (1921-1986).

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 19h. R$ 12,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 12,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 23 de fevereiro. A partir de terça (17).

Fonte: VEJA RIO