EDIÇÃO DA SEMANA

Memória da Cidade

O Rio dos escravos e o palco da Lei Áurea viram atrações de um passeio turístico pelo Centro

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

acervo D. João de Orleans e bragaça/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)
Foto: Biblioteca nacional digital, reprodução livro coleção princesa isabe/ ed.capivara
(Foto: Redação Veja rio)

NOS PASSOS DA ABOLIÇÃO

Há 125 anos, era assinada a Lei Áurea, que extinguiu o regime de escravidão no país. Sua principal signatária foi a Princesa Isabel ? na foto ela aparece ao lado do marido, o Conde d?Eu, e dos filhos Pedro, Antônio e Luís. A data não passou despercebida na cidade onde o documento foi forjado. Na segunda passada (13), realizaram-se eventos, palestras e até passeios turísticos sobre o tema: o pessoal do Roteiros Geográficos do Rio bolou um tour que incluiu igrejas de irmandades negras, a chamada Pequena África e o Terreirão do Samba. Nos próximos périplos, como o que vai acontecer no dia 26, estará no trajeto o Paço Imperial e será apontada a janela exata de onde foi lido o texto da lei. Confira, na reprodução à esquerda, a homenagem que a Revista Illustrada fez na ocasião aos líderes do movimento. Em duas páginas, a publicação fazia loas à própria Princesa Isabel ("redentora") e a figuras proeminentes da época, como José do Patrocínio ("representante da imprensa abolicionista") e Joaquim Nabuco ("líder na Câmara").

Fonte: VEJA RIO