DIVERSÃO

O melhor da programação

Selecionamos dez atrações imperdíveis para você aproveitar melhor o fim de semana

- Atualizado em

o-melhor.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

NOITE

BAILINHO. Comandada pelo DJ Rodrigo Penna, uma das festas de maior sucesso da cidade despede-se de sua concorrida temporada de verão: a habitual e dançante salada sonora chega à última edição. O próximo DJ convidado ainda não foi definido. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo. Informações, ☎?2274-7420. Domingo (5), 19h. R$ 140,00. Ingressos à venda na loja Banco de Areia (Shopping RioSul) e no Meza Bar (Rua Capitão Salomão, 69, Botafogo). www.ingressocerto.com.br.

CARNAVAL

CONCURSO NACIONAL DE MARCHINHAS. Chegou a hora da final que vai escolher a melhor canção carnavalesca da temporada. Das 1 049 inscritas, sobraram dez. Entre os finalistas estão os experientes Eduardo Dussek, autor de Estresse Mata, e Eduardo Gallotti, parceiro de Nuno Neto, Janjão e Pedro Holanda em Marcha Olímpica. Depois do certame, Moyseis Marques, Nina Wirtti e Chamon cantam Mario Lago. Fundição Progresso. Rua dos Arcos, 24, Lapa, ☎ 2220-5070. Domingo (5), 19h30. R$ 20,00. www.fundicaoprogresso.com.br.

EXPOSIÇÃO

VIVENDO NO VERMELHO. Graphos: Brasil. Durante uma visita à 54ª Bienal de Veneza, em 2011, o marchand Ricardo Duarte notou a presença de tons de vermelho em grande parte das criações expostas. Sem a pretensão de apontar novos rumos nas artes, tirou da experiência uma ideia. Elegeu a cor como tema da primeira coletiva de sua galeria, a Graphos: Brasil. Vivendo no Vermelho reúne quase sessenta obras de dezenove artistas oriundos de nove países. Na seleção dos trabalhos ele se viu numa encruzilhada. ?O mote podia ser ligado a erotismo, amor, política e até saldo negativo no banco?, diz.A coleção definida aponta para várias direções. Vai de objetos a estandartes bordados na China na segunda metade do século passado. Ainda na Itália, Duarte fez contatos com, entre outros, o espanhol Felipe Cardeña ? que exibia em Veneza a série de colagens The Last Crisis of this Crazy Crazy World, de retratos de personagens históricos rodeados por flores. Dele, vêm para a mostra as imagens carrancudas dos russos Lênin (Red in Flower) e Stalin (Little Father) entre singelas pétalas. De seu acervo particular, o galerista escolheu Lengiz! After Ródtchenko ? Gordian Puzzle, foto de Vik Muniz. A peça de 2008 inspira-se em uma criação de 1925, do fotógrafo e artista gráfico russo Aleksandr Ródtchenko (1891-1956). O conjunto inclui ainda raridades, a exemplo de uma litografia abstrata do indiano Anish Kapoor.Vivendo no Vermelho. Graphos: Brasil. A partir de R$ 2 500,00. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, Copacabana, ☎?2256-3268, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 11h às 19h; sábado, 11h às 18h. Grátis. Até dia 29 de fevereiro. A partir de quarta (1º).

MODIGLIANI: IMAGENS DE UMA VIDA. Leia em Veja Rio Recomenda. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎?2219-8474, ? Cinelândia. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 8,00. Grátis aos domingos. Até 15 de abril. A partir de quarta (1º). www.mnba.gov.br.

✪✪✪✪?1911-2011 ? ARTE BRASILEIRA E DEPOIS, NA COLEÇÃO ITAÚ. Criada há mais de seis décadas pelo banqueiro Olavo Setúbal (1923-2008), a Coleção Itaú reúne cerca de 12 000 peças. Só de arte brasileira, abriga 3 600 obras, que abrangem épocas e movimentos diversos. Uma nova parte desse rico acervo pode ser vista no Paço. São 186 pinturas, esculturas e instalações selecionadas por Teixeira Coelho, diretor do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Dividido em seis módulos sequenciais, o percurso começa pelo setor A Marca Humana, que dá ênfase ao figurativismo e remete aos primórdios do modernismo no Brasil, com exemplares como A Pequena Aldeã, de Lasar Segall. Também integra essa seção a série completa de estudos de Portinari para o painel Ciclo Econômico, de 1938. O visitante ainda encontra, entre outros trabalhos, o experimentalismo de Paulo Bruscky, além de provocativas criações dos amigos Lygia Clark e Hélio Oiticica e dos multimídia Julio Plaza e Letícia Parente. Paço Imperial. Praça Quinze de Novembro, 48, Centro, ☎ 2215-2622. → Terça a domingo, 12h às 18h. Grátis. Até 12 de fevereiro. www.pacoimperial.com.br.

CRIANÇAS

GIGANTES DA LIRA. O bloco mirim promove a nona edição do Baile de Carnaval do Gigantes. Uma das atrações da festa é a eleição do Rei Mominho. Inscrições para o concurso serão aceitas na hora. Os candidatos, entre 4 e 10 anos, serão avaliados pelo samba no pé e pela interpretação de um tema carnavalesco. Palhaços, artistas de circo e um casal de mestre-sala e porta-bandeira mirins participam da festa. Circo Voador (2 000 lugares). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. → Domingo (5), 17h. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 16h (dom.). IC. www.circovoador.com.br.

✪✪✪GALINHA PINTADINHA, O MUSICAL, de Marcos Luporini e Juliano Prado. Os autores são também os criadores da animação Galinha Pintadinha, postada no YouTube no fim de 2006. Seis meses e meio milhão de visualizações depois, o vídeo começou a se desdobrar em uma série de DVDs com vários desenhos embalados por canções infantis populares. Após 500 000 discos vendidos, o sucesso é transportado para o teatro em uma bem cuidada produção, em que os personagens das animações ganham vida interpretados por atores fantasiados. Ao longo de doze números musicais cantados ao vivo, sobem ao palco personagens conhecidos das crianças, como o Galo Carijó, a Baratinha e sua banda de rock, as Borboletinhas cozinheiras e, claro, a Galinha Pintadinha. O cenário de Clivia Cohen aproveita com eficiência o visual das animações que tanto sucesso fazem na internet e nos DVDs. Direção de Ernesto Piccolo (45min). Livre. Estreou em 7/1/2012. Teatro das Artes (457 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), Gávea, ☎?2540-6004. Sábado e domingo, 15h e 17h. R$ 70,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Cc: M e V. Cd: R e V. IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até 1º de julho.

TEATRO

✪✪✪A MECÂNICA DAS BORBOLETAS, de Walter Daguerre. Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 6). Direção de Paulo de Moraes (90min). 12 anos. Estreou em 11/1/2012. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro I (175 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎?3808-2020. Quarta a domingo, 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 10h (qua. a dom.). Até 4 de março.

ESPECIAL

BUDISMO. Retiro de verão no Centro Nyingma de Budismo Tibetano. Na quinta (2), às 18h, e na sexta (3), às 9h, as atividades acontecem no próprio centro, com práticas de meditação, yoga e cantos de mantras. No sábado (4), o retiro parte para o Sítio da Cachoeira, na subida de Petrópolis, onde permanece até o dia seguinte. Para finalizar, sob a lua cheia do dia 7, será realizada a tradicional cerimônia de Longchenpa, às 19h, com palestra sobre os ensinamentos do lama tibetano Tarthang Tulku. Centro Nyingma. Rua Casuarina, 297, casa 2, Fonte da Saudade, ☎?2527-9388. Modulo I: quinta (2) e sexta (3), R$ 220,00. Módulos II e III: sábado (4), domingo (5) e dia 7, R$ 330,00.

SHOW

CRIOLO. Leia em Veja Rio Recomenda. 18 anos. Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. → Sábado (4), 23h30. R$ 80,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a qui.); 12h/0h (sex.); a partir das 21h (sáb.). IC. www.circovoador.com.br.

SANTA CLARA. Inspirada no repertório de Jorge Ben Jor, a roda de sambalanço dos cantores Rodrigo Lampreia e Beto Landau alcançou sucesso meteórico no último Carnaval, levando multidões ao 00, na Gávea. Mais recentemente tem levado jovens abastados à quadra da Acadêmicos da Rocinha. Além de Ben Jor, Tim Maia, Roberto Carlos, Seu Jorge, Zé Kéti, Chico Buarque e Marisa Monte ganham versões para pandeiro, tamborim, cavaquinho e outros instrumentos de samba. 18 anos. Studio RJ (300 pessoas). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, ☎?2523-1204, ??General Osório. Sexta (4), 22h30. R$ 70,00. www.studiorj.org.

Fonte: VEJA RIO