MODA

Médio ideal

Corte long bob dá leveza ao visual e cai no gosto das famosas

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

01.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O long bob chegou devagar, mas ganhou força e atualmente é um dos cortes mais pedidos entre as celebridades. Prático e versátil, tem tudo para cair de vez no gosto das brasileiras, mesmo com a fascinação das cariocas pelos fios longos. O corte leva esse nome por ser uma variação do tradicional chanel. "O chanel foi lançado nos século XX e, ao longo dos anos, foi se modernizando e virou o bob, corte mais batido na nuca e com bico mais alongado na parte da frente. Agora chegamos na era do long bob, que tem os fios mais longos, encostando nos ombros", explica o hairstylist Léo Lima, do Walter's Coiffeur Leblon.

O sucesso do corte entre as famosas é tanto que ele tem feito a cabeça de várias celebridades mundo afora. Entre as brasileiras que aderiram à moda estão Grazi Massafera e Isis Valverde. Já a cantora Taylor Swift e a atriz Vanessa Hudgens engrossam a lista internacional. Democrático, ele cai bem em diferentes tipos de rosto. "O formato de rosto oval é o ideal, mas este corte não tem restrição. Pessoas com rostos triangulares e quadrados também podem aderir sem medo", garante o cabeleireiro Rudi Werner, dono da rede de salões que leva seu sobrenome. "O que define o corte não é o formato do rosto em si, mas sim a atitude, personalidade, estilo e finalizações", completa Léo Lima.

02.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Prático, o long bob funciona para qualquer tipo de cabelo. "A praticidade deste corte é bem visível, podendo ser adotado em cabelos lisos ou ondulados", ressalta Ruben Navarro, do salão Esmell, no Leblon. Seu efeito desestruturado permite a formação de cachos mais definidos e, ao mesmo tempo, ajuda a dar volume ao penteado de quem tem fios muito lisos e finos.

Uma vantagem em relação ao corte chanel é justamente sua maior versatilidade. "Ele é desconectado e possui varias possibilidades: usar babyliss, cachos ou escovados mesmo, bem lisos. O chanel é um corte mais curto e, portanto, não possibilita que a mulher brinque tanto com os fios", explica Werner. Para manter o corte bem definido, o ideal é que ele seja refeito a cada dois meses, para que os fios não fiquem pesados e fora do corte, como fez Grazi Massafera que acabou de aparar suas madeixas e publicou o resultado em sem perfil do Instagram. "Desta forma, a mulher conseguirá um corte sempre arrumado e com caimento", completa Ruben Navarro.

Fonte: VEJA RIO