arquitetura

Maurício Nóbrega e Duke Capellão

Um profissional que já assinou mais de 1 000 projetos dá as boas-vindas ao jovem que está enchendo de azulejos cantinhos da cidade

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Fotos: Fernando Lemos Produção: Daniela Arend
(Foto: Redação Veja rio)

Num prédio antigo e charmoso da Rua Dias Ferreira, no Leblon, funciona um dos mais respeitados escritórios de arquitetura da cidade, comandado por Maurício Nobrega, 52 anos. O próprio local de trabalho já serve de portfólio, com algumas marcas de seu estilo e de sua personalidade aparecendo ali: ele manteve o piso de taco original, mas pintou tudo de preto e conservou ainda as esquadrias de madeira típicas dos anos 70, que dão um toque retrô à sede da empresa. No seu currículo, somam-se mais de 1?000 projetos residenciais, entre obras novas e reformas. Admirador das linhas do designer Cláudio Bernardes e de prédios como o Museu de Arte Moderna e o Instituto Moreira Salles, Nobrega posou para a foto de VEJA RIO dividindo uma demão de tinta com Duke Capellão, 27 anos. Recém-formado, o jovem tem a profissão no sangue desde sempre ? é filho da prestigiada arquiteta Paula Neder. Seu escritório, o Movimento, não para de emplacar novas empreitadas e atualmente repagina oito apartamentos, boates na Lapa e até a sala de imprensa da mostra de decoração Casa Cor. Também é Capellão um dos nomes por trás do coletivo MUDA. Nos últimos meses, o grupo vem enfeitando de azulejos pedacinhos da cidade que estavam meio abandonados, dando graça e um clima lúdico a velhas paredes de viaduto ou a praças antes cheias de concreto.

Fonte: VEJA RIO