COTIDIANO

Maracanã terá administração público-privada

Complexo esportivo será administrado por parceria entre governo e concessionária que vencer a licitação

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

maraca.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O governador Sérgio Cabral decidiu que a administração do Complexo do Maracanã, que antes seria feita no formato de concessão, agora se dará por meio de uma parceria público-privada. A decisão foi publicada nesta terça (26), no Diário Oficial. De acordo com o novo edital, a concessionário escolhida deverá, além de administrar e conservar os estádios Maracanã e Maracanãzinho, construir e operar um museu e um estacionamento. O investimento está estimado em cerca de R$ 595 milhões.

O novo formato de administração inclui ainda a criação de uma comissão formata por três dirigentes, que será responsável por supervisionar todo o processo de concessão do complexo esportivo. Ela será formada por Luiz Roberto Silveira Leite, como presidente; Ângela Crespo, como primeira secretária; e Sandra Vigné Lo Fiego, que atuará como representante da Secretaria de Planejamento e Gestão.

Também será de responsabilidade da empresa escolhida a demolição do Parque Aquático Julio Delamare e do Estádio de Atletismo Célio de Barros, bem como do Presídio Evaristo de Moraes e da Escola Municipal Friedenreich. Ainda esta semana deverá ser divulgado um novo documento com os novos formatos para a administração. A concessionária escolhida será anunciada no dia 11 de abril.

Fonte: VEJA RIO