COTIDIANO

Blocos registram redução de lixo jogado nas ruas

Após recorde de sujeira no Réveillon, pré-carnaval do Rio tem redução de quase 20% na quantidade de lixo jogada na rua. No Suvaco, redução chegou a quase 60%

Por: Ernesto Neves - Atualizado em

Riotur/Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Um dos piores hábitos dos cariocas parece, enfim, começar a mudar. Depois das vergonhosas 370 toneladas de lixo recolhidas no Réveillon, o pré-carnaval registrou uma redução de quase 20% na quantidade de detritos jogadas nas ruas. Entre sexta e domingo, os garis retiraram 35,6 toneladas de lixo enquanto que, no mesmo período de 2011, largamos fora das lixeiras 43,9 toneladas.

A agremiação que registrou a maior redução foi o Suvaco de Cristo. No desfile do último domingo, recolheu-se 5,5 toneladas de sujeira, quase 4 toneladas a menos do que em 2011. O número ainda é impressionante, mas representa uma queda de 58%. No Bola Preta, o número caiu de 5,5 toneladas para 5,1, no Simpatia é Quase Amor, de 8 toneladas para 7. No Bloco da Preta, que saiu da Zona Sul para o Centro e arrastou 250 000 pessoas, foram 3 toneladas a menos de sujeira na comparação com 2011.

Para recolher todo esse lixo foram destacados 750 garis por dia durante o final de semana. Além disso, os blocos contaram com 1.200 contêineres distribuídos ao longo dos percursos. Na última festa de Ano Novo, uma matéria de VEJA Rio mostrou o crescimento vertiginoso de detritos jogados no chão. A imundície do público aumentou em 80% de 2010 para 2011 e até colchões foram retirados das areias de Copacabana.

Outro dado espantoso mostra que 40% do lixo recolhido no Rio é retirado das ruas. Nos países desenvolvidos, esse número cai pela metade. A redução dos números deve ser comemorada, mas ainda estamos longe da civilidade encontrada em outras grandes capitais como o Rio, cidade que vai sediar em junho a Rio +20, conferência da ONU para discutir o desenvolvimento econômico sustentável.

Fonte: VEJA RIO