Quitutes do cinema

Livro reúne 600 frases sobre gastronomia no cinema

Numa compilação sobre comidinhas e bebidas, "Royale com Queijo" será lançado nesta quarta (15). 

Por: Jana Sampaio - Atualizado em

royale
(Foto: Divulgação)

Quase tão antigos como o cristianismo, os sete pecados capitais continuam sendo uma deliciosa tentação na pós-modernidade. Um dos maiores prazeres da vida, as comidinhas e quitutes fazem a cabeça de quem come e colocam a gula entre os pecadinhos mais difíceis de controlar. Fascinada por culinária e cinema, a publicitária Mariza Gulano lança um livro que reúne mais de 600 citações sobre bebidas e comidas, extraídas de mais de 330 filmes.  O lançamento do livro “Royale com Queijo – As mais deliciosas frases sobre gastronomia do cinema” será nesta quarta (15), às 19h, na Livraria da Travessa Ipanema, na Rua Visconde de Pirajá, 572, (240 páginas – R$ 34,90).

Terceiro título sobre compilação de frases de Mariza, “Royale com queijo” demorou dois anos para ser finalizado. A autora conta que a intenção é atingir diferentes públicos. “É o tipo de livro que agrada desde os mais interessados pela gastronomia gourmet aos amantes de fast food. É um olhar diferente sobre um tema já recorrente.” Agora Mariza quer escrever um livro sobre dinheiro para fechar o que considera a “santíssima trindade dos interesses do homem na Terra”. “Meu primeiro livro sobre compilação de frases falava sobre sexo. Depois de tratar o tema da gula, quero agora fazer um sobre ambição. Somos bombardeados com esses temas o tempo todo”.

Confira abaixo uma seleção de vinte frases retiradas do livro “Royale com Queijo”:

“Abençoe esse macarrão com queijo de micro-ondas altamente nutritivo e as pessoas que o venderam na promoção”.

 – Macaulay Culkin em Esqueceram de mim (1990). Direção: Chris Columbus.

 “A boa comida é como música que se saboreia, cor que se cheira. Há excelência ao seu redor”.

– Gusteau, um grande chefe de cozinha, em Ratatouille (2007). Direção: Brad Bird e Jan Pinkava.

“Eu não cozinhava. Eu fazia arte”.

– Stephane Audran em A festa de Babette (1987). Direção: Gabriel Axel.  

“Deixe a arma. Pegue o cannoli”.

– Richard S. Castellano em O poderoso chefão (1972). Direção: Francis Ford Coppola.

mariza gulano
(Foto: Beta Maya)

“-Cheirem as pimentas agora. Você sente cheiro de quê? Pode descrever a sensação?

- Eu sinto o cheiro de um passeio ao luar na praia de Acapulco”.

– Penélope Cruz e Carlos Gregório em Sabor da paixão (2000). Direção: Fina Torres.

“Gosto de pensar na vida do vinho. Como é algo vivo. Gosto de pensar no que se passou quando as uvas cresciam, como o sol brilhava, se choveu. Gosto de pensar em quem cuidou e colheu as uvas, e, se for um vinho velho, em como essa gente deve estar morta”.

– Virginia Madsen em Sideways – entre umas e outras (2004). Direção: Alexander Payne.

“Estou de caso com minha pizza”.

– Julia Roberts em Comer rezar amar (2010). Direção: Ryan Murphy.   

“Você sabia que existem 452 tipos de queijos oficiais do governo nesse país? Não é incrível? São 452 maneiras de classificar o que basicamente é um processo bacteriano”.

– Meg Ryan, na França, em Surpresas do coração (1995). Direção: Lawrence Kasdan.

“Um pesquisador do censo tentou uma vez me testar. Eu comi o fígado dele com vagem e um bom chianti”.

– Anthony Hopkins, como Dr. Hannibal Lecter, em O silêncio dos inocentes (1991). Direção: Jonathan Demme.

“Só penso em comida o dia todo e sonho com comida à noite”.

– Meryl Streep em Julie e Julia (2009). Direção: Nora Ephron.

 

Fonte: VEJA RIO