COMIDA

Dez lanchinhos light e práticos

Nutricionistas indicam dez opções para aplacar a fome entre as refeições sem sair da dieta. Confira as dicas

Por: Louise Peres - Atualizado em

Foto: Carlos Cubi
(Foto: Redação Veja rio)

Você toma um café da manhã super light, capricha na salada e nas carnes magras no almoço. Até o fim da tarde, porém, o ponteiro do relógio parece empacar. As três horinhas de intervalo entre uma refeição e outra parecem nunca ter sido tão longas. Qualquer docinho ou bolinho que aparece vira uma tentação irresistível, e bastam alguns minutos de fraqueza para todo o esforço ir por água abaixo. Diante da situação, muita gente se pergunta: como é possível não sair da linha? Alimentar-se de maneira regrada e escolher os alimentos certos para o lanche. "Quem se alimenta de forma regular, em horários específicos, dificilmente sentirá muita fome em determinado momento do dia, ficando mais fácil de controlar a gula e cometer deslizes", explica a nutricionista Fernanda Caldeira, da Pronokal, multinacional europeia focada em um método multidisciplinar de reeducação alimentar. "Manter uma hidratação adequada ao longo do dia também é outro ponto muito importante", completa ela.

Você também tem dificuldades para conseguir se manter na dieta? Pedimos a nutricionistas que indicassem alguns lanchinhos fáceis de preparar e encontrar - praticamente todos podem ser encontrados em mercados, hortifrutis e lojas de produtos naturais da cidade. Monte já seu estoque e resista às guloseimas!

O que?

Snack de soja de ervas finas

Por que é bacana?

O salgadinho é fonte de proteínas e de fibras, baixo em sódio (pois é feito com sal light) e sem glúten. Tem somente 95 kcal por porção.

O que?

Barra de frutas orgânicas de açaí e banana

Por que é bacana?

Fonte de fibras e vitamina C, tem apenas 79 kcal por porção. Ideal para um lanche rápido, prático e que dá energia.

O que?

Barra salgada de granola crocante

Por que é bacana?

Feita com sete grãos integrais, entre eles quinoa, linhaça e aveia. Fonte de proteínas e de fibra. Baixa em sódio, pois é feita com sal light, e tem somente 67 kcal por porção.

Foto: Fernando Mafra
(Foto: Redação Veja rio)

O que?

Sanduíche de pão integral light, queijo cottage light, peito de peru e orégano.

Monte o sanduíche com duas fatias de pão, uma colher de sopa de cottage light, duas fatias de peito de peru e orégano a gosto.

Por que é bacana?

Lanchinho leve, rápido, baixíssimo em gordura e saboroso. Somente 150 kcal. O pão 100% integral é ótima fonte de fibras e proteínas. Atenção: a maioria dos pães integrais contêm farinha branca, ou seja, não são realmente integrais. Esteja atento aos ingredientes do pacote quando for adquirir o seu.

O que?

Sanduíche de pão árabe pequeno integral com uma fatia de queijo minas, tomate e orégano.

Por que é bacana?

Tem aproximadamente 100 calorias, é rico em fibras, cálcio e licopeno.

Foto: Sheila Oliveira
(Foto: Redação Veja rio)

O que?

Iogurte light com mix de castanhas, amêndoas e nozes picadas (4 unidades de oleaginosas).

Por que é bacana?

É um lanche rico em cálcio, saudável e nutritivo. Quando aliadas a uma dieta balanceada, as oleaginosas auxiliam no emagrecimento, já que são ricas em gorduras monoinsaturadas responsáveis por equilibrar o nível de açúcar no sangue e ativar o metabolismo.

O que?

Chips de mandioca assados

Por que é bacana?

Saciam a vontade de uma "besteirinha" salgada sem prejudicar a dieta.

O que?

Uma barrinha de fruta + uma barrinha de sementes, gergelim ou quinua

Por que é bacana?

Essa combinação mata a vontade de um docinho e fornece fibras e principalmente gorduras saudáveis

O que?

Salgadinho de arroz integral sabor natural

Por que é bacana?

Apresenta baixa concentração de conservantes e poucas calorias

O que?

Barras de arroz integral caramelizados

Por que é bacana?

Fácil de ter na bolsa, fonte de fibras e ótimo para enganar a fome

O que?

Frutas desidratadas (maçã, banana, manga, abacaxi)

Por que é bacana?

São encontradas em pacotes, em lojas naturais e mercados, e têm pouquíssimas calorias. Ainda acrescentam fibras à dieta e não contém conservantes.

Fontes: nutricionistas Carla Noce, da Clínica Vitèe; Fernanda Caldeira, da Pronokal; e Patricia Rung, da Clínica de Nutrição Funcional Patricia Davidson Haiat.

Fonte: VEJA RIO