COTIDIANO

Aberto 24 horas

Para receber os peregrinos que virão à Jornada Mundial, o Cristo Redentor terá funcionamento estendido durante cinco dias

Por: Sofia Cerqueira - Atualizado em

Flávio Veloso/Opção Brasil Imagens
(Foto: Redação Veja rio)

Onipresente na paisagem carioca e símbolo máximo da cidade mundo afora, o Cristo Redentor é destino previsível de quem visita o Rio de Janeiro. Com os peregrinos que virão para a Jornada Mundial da Juventude não será diferente. Para receber de braços abertos a multidão de católicos esperada no evento, que já registra mais de 400?000 inscritos, a Arquidiocese do Rio montou um esquema inédito na história do monumento: pela primeira vez desde a sua inauguração, em 1931, o local funcionará 24 horas por dia, no período de 22 a 26 deste mês. Em meio a uma visão de 360 graus para a floresta, os morros, o mar e o tecido urbano, os visitantes serão brindados ainda com uma extensa programação culturalmente ecumênica. Além de missas e bênçãos em vários idiomas, haverá shows de bandas católicas, apresentações de artistas de MPB, grupos folclóricos, corais, DJs e até pequenas encenações teatrais. "Os peregrinos terão a oportunidade de conhecer o cartão-postal num ambiente que integrará turismo, cultura e fé", afirma o reitor do Santuário do Corcovado, padre Omar Raposo.

Não há dúvida de que o clima será especial no monumento, eleito em 2007 uma das sete maravilhas do mundo moderno. Aos seus pés vai ser montado um grande palco, que dividirá as atividades com a capela na base da estátua. Já confirmaram presença, entre outros, a cantora católica Karen Keldani, o grupo de samba-pop Farofa Carioca e a Orquestra Maré do Amanhã, com crianças daquele complexo de favelas. Os cantores Felipe Dylon, Aguinaldo Timóteo, Neguinho da Beija-Flor e Elba Ramalho, que promete entoar Ave Maria, de Gounod, são outras atrações de uma agenda que se estenderá das 7 às 23 horas. Na madrugada, o visitante poderá participar das atividades na capela ou aproveitar a chance rara de contemplar as luzes da cidade e o amanhecer a 709 metros de altura. "O esquema foi montado para quem vem de fora, mas é uma grande oportunidade para os cariocas também", ressalta Sávio Neves, diretor da companhia Trem do Corcovado, que transporta em média 2?700 pessoas por dia. Na Jornada Mundial, a expectativa é que esse número duplique.

Para quem quiser ir de trem, o ingresso, que dá direito a todas as atrações, custa 46 reais (crianças de 6 a 12 anos pagam meia, menores não pagam). Há ainda a opção de vans que saem das Paineiras e do Largo do Machado. Os bilhetes devem ser adquiridos pela internet (www.corcovado.com.br e www.paineirascorcovado.com.br). A programação está no site www.arquidiocese.org.br. Entre os compromissos oficiais do papa Francisco não consta uma visita ao Corcovado. Tratando-se de um pontífice expansivo, imprevisível e cheio de vitalidade, é possível, até provável, que ele surpreenda e mude a agenda. Onipresente na paisagem carioca e símbolo máximo da cidade mundo afora, o Cristo Redentor é destino previsível de quem visita o Rio de Janeiro. Com os peregrinos que virão para a Jornada Mundial da Juventude não será diferente. Para receber de braços abertos a multidão de católicos esperada no evento, que já registra mais de 400?000 inscritos, a Arquidiocese do Rio montou um esquema inédito na história do monumento: pela primeira vez desde a sua inauguração, em 1931, o local funcionará 24 horas por dia, no período de 22 a 26 deste mês. Em meio a uma visão de 360 graus para a floresta, os morros, o mar e o tecido urbano, os visitantes serão brindados ainda com uma extensa programação culturalmente ecumênica. Além de missas e bênçãos em vários idiomas, haverá shows de bandas católicas, apresentações de artistas de MPB, grupos folclóricos, corais, DJs e até pequenas encenações teatrais. "Os peregrinos terão a oportunidade de conhecer o cartão-postal num ambiente que integrará turismo, cultura e fé", afirma o reitor do Santuário do Corcovado, padre Omar Raposo.

Não há dúvida de que o clima será especial no monumento, eleito em 2007 uma das sete maravilhas do mundo moderno. Aos seus pés vai ser montado um grande palco, que dividirá as atividades com a capela na base da estátua. Já confirmaram presença, entre outros, a cantora católica Karen Keldani, o grupo de samba-pop Farofa Carioca e a Orquestra Maré do Amanhã, com crianças daquele complexo de favelas. Os cantores Felipe Dylon, Aguinaldo Timóteo, Neguinho da Beija-Flor e Elba Ramalho, que promete entoar Ave Maria, de Gounod, são outras atrações de uma agenda que se estenderá das 7 às 23 horas. Na madrugada, o visitante poderá participar das atividades na capela ou aproveitar a chance rara de contemplar as luzes da cidade e o amanhecer a 709 metros de altura. "O esquema foi montado para quem vem de fora, mas é uma grande oportunidade para os cariocas também", ressalta Sávio Neves, diretor da companhia Trem do Corcovado, que transporta em média 2?700 pessoas por dia. Na Jornada Mundial, a expectativa é que esse número duplique.

Para quem quiser ir de trem, o ingresso, que dá direito a todas as atrações, custa 46 reais (crianças de 6 a 12 anos pagam meia, menores não pagam). Há ainda a opção de vans que saem das Paineiras e do Largo do Machado. Os bilhetes devem ser adquiridos pela internet (www.corcovado.com.br e www.paineirascorcovado.com.br). A programação está no site www.arquidiocese.org.br. Entre os compromissos oficiais do papa Francisco não consta uma visita ao Corcovado. Tratando-se de um pontífice expansivo, imprevisível e cheio de vitalidade, é possível, até provável, que ele surpreenda e mude a agenda.

Fonte: VEJA RIO